ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Empresa terá 6 meses para concluir obra de contenção no Parque das Nações

Contrato no valor de R$ R$ 617, 8 mil trata-se da recomposição do gabião do lago principal

Por Leonardo Rocha | 26/05/2020 09:06
Lago principal do Parque das Nações Indígenas (Foto: Gabriel Marchese)
Lago principal do Parque das Nações Indígenas (Foto: Gabriel Marchese)

A Construtora Lyon Eireli terá 180 dias para realizar a obra de recuperação da mureta de contenção, do lago do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. O contrato no valor de R$ 617.846,19, foi publicado hoje (26), no Diário Oficial do Estado.

O projeto trata-se da recomposição do “gabião”, na parte vertical de barragem. A licitação para obra tinha sido lançada no começo do ano, no entanto não teve interessados. Depois em novos editais, se chegou a empresa vencedora, com proposta R$ 38,7 mil mais barata do que o preço inicial previsto.

A recuperação da mureta é necessária para reduzir o nível da água do lago principal, que foi recomposto em outubro de 2019, depois de ficar um mês vazio para que houvesse o desassoreamento. O prazo para conclusão da obra será contado assim que for feita a “ordem de serviço”, para o início das atividades.

Este  desassoreamento dos lagos do Parque das Nações Indígenas foi executado pela prefeitura de Campo Grande, em convênio com o governo do Estado, que repassou R$ 1,5 milhão ao município para custeio. No projeto foram retirados 140 mil metros cúbicos de sedimentos que se acumularam nos dois lagos. Esta nova obra irá dar continuidade a estas atividades.