A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/08/2013 07:25

Empresários fazem da Capital o ponto de partida para conquistar o País

Luciana Brazil
Empresário apostou em Campo Grande e já são 163 Multicoisas no país. (Foto:Cleber Gellio)Empresário apostou em Campo Grande e já são 163 Multicoisas no país. (Foto:Cleber Gellio)
Empresários fazem da Capital o ponto de partida para conquistar o País

Recordar a trajetória que começou em Campo Grande, mas ganhou o país com o passar dos anos, é motivo de satisfação para empresários que apostaram na Capital na hora de abrir o próprio negócio. Referência para os campo-grandenses, as franquias de sucesso ganham cada vez mais espaço fora de Campo Grande.

Hoje, os empresários têm motivos de sobra para comemorar depois de enfrentarem os desafios, comuns àqueles que se arriscam.

Em segmentos diferentes, que vão desde acessórios femininos até loja de materiais de construção, as empresas locais passaram a ser expoentes na economia do país e continuam traçando metas de expansão.

Depois de anos, o dono da Multicoisas, Martin Lindolfo, 61 anos, ainda tem fôlego para traçar o “boom” das franquias pelo Brasil.

Ao chegar aqui, um ano depois da divisão do Estado, 1978, ele já almejava fazer a diferença. À época, a cidade, ainda bebê, já abrigava o sonhador que escolhera a cidade como único destino (inicial) para abrir sua empresa.

“O motivo de vir para cá foi especialíssimo. A capital nova era boa para aventureiros”, explica seguro.

Lindolfo garante que o balcão de madeira da primeira loja Multicoisas foi ele mesmo que fez.Lindolfo garante que o balcão de madeira da primeira loja Multicoisas foi ele mesmo que fez.

Até hoje ele carrega aceso na memória o impulso que o fez sair de Maringá, aos 26 anos, direto para Campo Grande. Estimulado pelo frescor da nova Capital, Lindolfo sentiu que as condições de progresso seriam certeiras.

“Hoje, vejo que Campo Grande oferece tudo que uma grande capital precisa oferecer, mas sem os desgostos de uma cidade como São Paulo, como trânsito. Acabamos crescendo junto com o lugar. Colaboramos para esse crescimento. Campo Grande é uma cidade tranquila, em comparação com outros centros. É aqui que fazemos treinamentos com funcionários de todo país”, frisou.

Já são 163 lojas Multicoisas e três Multicasa espalhadas por 21 estados e o Distrito Federal. Em Campo Grande são sete lojas da família.

Ao lado da esposa, Lindolfo mostra as máquinas e computadores antigos que acompanharam sua trajetória. (Foto:Cleber Gellio)Ao lado da esposa, Lindolfo mostra as máquinas e computadores antigos que acompanharam sua trajetória. (Foto:Cleber Gellio)

A proposta inicial do trabalho, intitulada como “auto-serviço”, onde o cliente pode tocar e escolher o produto, fez toda diferença para definir qual seria o modelo adequado do novo negócio.

“Eu trabalhava nos negócios da família, mas tinha minhas idéias e resolvi apostar nesse formato. Somos pioneiros no auto-serviço”.

A primeira loja da família foi a Multicasa, aberta em 1978 e especializada em construção, elétrica, ferragens e hidráulica. A Multicoisas surgiu pouco tempo depois, em 84, quando a família percebeu que os clientes também procuravam produtos para pequenos reparos na casa.

“Vimos que havia necessidade de uma loja onde o cliente pudesse comprar produtos para depois que a casa estivesse pronta. O formato é um pequeno espaço oferecendo produtos para pequenos reparos”.

A primeira franquia da Multicoisas foi aberta em Apucarana, no Paraná.

Primeira loja Multicoisas em Campo Grande, na avenida Fernando Corrêa da Costa.Primeira loja Multicoisas em Campo Grande, na avenida Fernando Corrêa da Costa.

A meta é chegar a 360 lojas até 2018, segundo Lindolfo. Ao lado da esposa, Elza, quem ele afirma ter estado sempre ao seu lado, o empreendedor diz que em 2008 o crescimento da empresa passou a ser mais vigoroso.

“Até 2008 tínhamos 60 lojas. Tivemos uma expansão mais agressiva neste período. Foram mais de 100 franquias em cinco anos”.

Nascido em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, Lindolfo é pai de três filhos. Vive entre Campo Grande e São Paulo. “Campo Grande é um terreno fértil para semear e cultivar as ideias”.

Sucesso - Mas a aposta do sucesso não é receita pronta, e mostra que nem sempre é preciso muitos e muitos anos para a que conquista campo-grandense se torne nacional. Há pouco mais de dois anos, o empresário Rodrigo Stocco, dono da My Gloss, marca de acessórios femininos, comemora o sucesso na carreira que teve início aqui.

Rodrigo define Campo Grande como um lugar que alia negócio com qualidade de vida. (Foto:Marcos Ermínio).Rodrigo define Campo Grande como um lugar que alia negócio com qualidade de vida. (Foto:Marcos Ermínio).

Embalado pelas redes sociais, a loja de Campo Grande foi aberta juntamente com o empreendimento de São Paulo, cidade natal do empresário. Mas ele lembra que o sonho começou com outras lojas femininas na Capital.

Quando a pergunta é sobre a escolha da cidade para lançar o empreendimento, a resposta é rápida. “Escolhi Campo Grande por aliar a oportunidade de negócio com qualidade de vida. Pelo fato de não ter a mesma dimensão de São Paulo, a cidade faz com que a loja seja reconhecida de forma mais rápida”.

Aos 33 anos, Rodrigo acompanhou, em horário nobre, o resultado do seu trabalho. Parte do elenco escalado para a novela das nove, Salve Jorge, da Rede Globo, que terminou há alguns meses, usava os acessórios da marca.

Espalhadas em várias cidades do país – Recife, Brasília, Fortaleza, entre outras- a MY Gloss se tornou referência. “Segundo uma pesquisa, a MY Gloss é uma empresa 'top of mind'”.

Atrizes da Rede Globo exibem acessórios da My Gloss durante novela Salve Jorge. (Foto: Reprodução/Internet)Atrizes da Rede Globo exibem acessórios da My Gloss durante novela Salve Jorge. (Foto: Reprodução/Internet)
Rodrigo começou em Campo Grande e chegou até o horário nobre da Rede Globo. (Foto:Marcos Ermínio). Rodrigo começou em Campo Grande e chegou até o horário nobre da Rede Globo. (Foto:Marcos Ermínio).

Outros exemplos de vitória de empreendedores que apostaram na Capital vêem com a empresária Anita Maria Bellin, proprietária da rede Anita Calçados. Além de Campo Grande, a empresa já tem três lojas em Cuiabá (MT).

A Copagaz, primeira empresa do grupo Zarhan, começou suas atividades distribuindo uma tonelada de GLP (gás de cozinha) em Mato Grosso do Sul. Hoje distribui em 19 estados do país.

A empresa Bigolin, de material de construção, também é ouro da terra e já expandiu a empresa para as cidades de Bauru, Araçatuba, Ilha Solteira e Andradina, no interior de São Paulo.

Que os 114 anos da Capital, comemorados no próximo dia 26, possam inspirar ainda mais empreendedores a ganhar o país.



Tive o prazer de trabalhar com sr. Lindolfo. Justo, competente, inteligente e faz questão de mostrar como se faz pra que dê certo. Parabéns pelo sucesso sempre.
 
Ricardo Mendes em 25/08/2013 21:29:06
Parabéns aos empreendedores, um exemplo para aqueles que ficam tomando tereré de dia e de noite e falando da vida dos outros.
 
Marcos Wild em 25/08/2013 14:05:32
Meu 1º emprego com carteira assinada foi nessa Multicoisas em 1984 onde trabalhei até 1988. Naquela época já revolucionava com o sistema de auto-serviço e informatização. Seu Lindolfo foi um visionário e acredito que ainda seja, pois suas idéias são copiadas pelo Brasil afora. Homem Inteligente, simples e educado no trato com seus colaboradores. Obrigado pela oportunidade de ter trabalhado para o senhor, pois sempre lhe admirei pelo seu empreendedorismo. O Estado precisa de alguém assim. abraços.
 
Taylor Mello em 25/08/2013 11:51:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions