A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/05/2012 17:37

Entidades pedem criação de Conselho Municipal de Trânsito em Campo Grande

Fabiano Arruda
Reivindicação surge em meio a nova licitação do transporte coletivo urbano em Campo Grande, que deve ser publicada até o mês que vem. (Foto: Simão Nogueira)Reivindicação surge em meio a nova licitação do transporte coletivo urbano em Campo Grande, que deve ser publicada até o mês que vem. (Foto: Simão Nogueira)

Diante da iminência do anúncio de uma nova empresa para explorar o serviço de transporte coletivo urbano de Campo Grande, o Instituto Planeta Pantanal e o Centro de Documentação e Apoio aos Movimentos Populares protocolaram, na Agência de Regulação e Serviços Públicos, nesta sexta-feira, carta-manifesto que pede a criação do Conselho Municipal de Trânsito.

“É preciso incrementar a participação popular na discussão do sistema de transporte da cidade. A sociedade já não suporta tantos impostos, taxas e tarifas”, diz um trecho do texto.

As entidades afirmam que, além do transporte coletivo urbano, o conselho pode colocar em debate questões como acessibilidade, gratuidade, preço das tarifas, redução de impostos, aumento da frota de veículos, linhas, freqüência das linhas, programa permanente de renovação da frota, projetos de expansão, treinamento de recursos humanos, manutenção, sinalização, humanização do sistema viário e implantação de biodiesel na frota veicular.

Na carta, mencionam estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) em que a principal reclamação do brasileiro ao andar de ônibus é a lentidão e os atrasos, o que influencia na migração para o transporte individual.

Além disso destacam que Campo Grande tem uma das tarifas mais caras do País e, mesmo assim, sofre com a superlotação.

“Há mais de 25 anos não existem grandes incentivos em projetos de melhoria no transporte”, relata a carta, acrescentando que o conselho pode ser formado por 40 entidades, que não possuem vínculos político-partidários.



a Agetran ou orgãos competentes deveriam criar uma ouvidoria para que o cidadão comum também opine sobre o que eh bom ou ruim, o que está certo ou errado no transito, pois somos nós que estamos todos os dias arriscando a vida e enxergamos muitas coisas que deveriam ser mudadas e não só a INDUSTRIA DA MULTA ARRECADATÓRIA.
 
MATEUS COSTA em 25/05/2012 06:34:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions