A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020

18/04/2017 15:46

Estoque de 83 mil peças de uniformes estava 'esquecido' em secretaria

Material encontrado guardado está avaliado em R$ 1,5 milhão

Yarima Mecchi
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, segurando uniforme comprado por Alcides Bernal. (Foto: Yarima Mecchi)Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, segurando uniforme comprado por Alcides Bernal. (Foto: Yarima Mecchi)

Inventário feito pela Semed (Secretaria Municipal de Educação) para apurar a quantidade de uniformes de gestões passadas em estoque aponta que 83.724 itens da Reme (Rede Municipal de Ensino) deixaram de ser entregues a alunos desde 2012. 

No dia 27 de março, durante a entrega dos novos uniformes, o prefeito, Marquinhos Trad (PSD), anunciou que havia encontrado 85 mil peças no almoxarifado da Semed. Os itens achados agora foram confeccionados em períodos das gestões de Nelson Trad Filho (PTB), Gilmar Olarte e Alcides Bernal (PP).

De acordo com a Semed, o material encontrado guardado está avaliado em R$ 1,5 milhão, sendo dividido entre camisetas regatas, meias, jaquetas de helanca, bermudas, além de blusões e tênis. O levantamento foi concluído na semana passada pelos técnicos da secretaria.

Segundo eles apuraram, são 391 itens da gestão de Nelsinho, 25.305 de Gilmar Olarte e 58.028 de Alcides Bernal.

"Os uniformes encontrados já começaram a ser distribuídos para os alunos da Reme. Todos serão entregues para os alunos conforme a demanda do diretor", disse a secretaria por meio da assessoria de imprensa.

Ainda não há informações sobre quais medidas serão tomadas pela administração municipal com o resultado do inventário. Em março, Marquinhos disse que os órgãos competentes serão informados da situação.

Ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)Ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)
Ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad. (Foto: Arquivo)Ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad. (Foto: Arquivo)

Ex-prefeitos - O Campo Grande News entrou em contato com os antigos gestores de Campo Grande. Irmão de Marquinhos Trad (PSD), Nelsinho esteve a frente da cidade de 2005 a 2012 e, por meio da assessoria de imprensa, negou que tenha deixado uniforme em estoque.

"Essa informação é equivocada, não procede. Eram dados no inicio do ano e se esgotava no meio no meio do primeiro semestre. Tinham planejamento e eram entregues na sua totalidade, jamais deixou de entregar uniforme na sua totalidade", informa a assessoria do ex-prefeito.

Por telefone, Alcides Bernal, que ficou a frente da cidade de 2013 a março de 2014 e de agosto de 2015 até o fim de 2016, não soube dizer o motivo pelo qual os uniformes de sua gestão ficaram guardados.

"São uniformes que só tem uma finalidade: ser usado por criança ou adolescente que frequentam a Reme. Deveriam ser distribuídos agora para essas crianças utilizarem, foram adquiridos para as crianças do nosso município, por um motivo ou outro, que eu não sei dizer pode ter sobrado, ficado pequeno", declarou.

Bernal ainda ressaltou que durante a transição a atual gestão teve acesso ao almoxarifado e 'estavam estocado em uma quantidade que não passa desapercebido'.

A reportagem também tentou entrar em contato com Gilmar Olarte, mas não conseguiu em nenhum dos telefones do ex-prefeito.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp


Na minha simples opinião, os estudantes não precisa de uniforme gratuito, pois eles tem pai e mãe que podem comprarem os uniformes, caso seja legal a exigência. Eles precisam sim. que os gestores cumpra o que diz a Lei, lá no Artigo 53 (V) da Lei federal 8.069 que diz ( Acesso á escola pública e gratuita próxima de sua residência) e acabar de fazer os estudantes saírem do bairro onde moram e travesar a cidade para ir a escola, como acontece todos os dias.
 
José Fagundes da Silva em 18/04/2017 22:28:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions