A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

06/02/2018 16:05

Estuprador presta depoimento por 1 hora e sai em silêncio de delegacia

Douglas Igor, de 38 anos, que cumpria pena no semiaberto, foi preso após ser filmado atacando adolescente

Marta Ferreira e Guilherme Henri
Douglas Igor entra em camburão para deixar a delegacia de volta ao presídio. (Foto: Reprodução vídeo Guilherme Henri)Douglas Igor entra em camburão para deixar a delegacia de volta ao presídio. (Foto: Reprodução vídeo Guilherme Henri)

Durou pouco mais de uma hora o depoimento de Douglas Igor a Silva Fernandes, 38 anos, que cumpre pena por cinco estupros, estava no regime semiaberto e voltou a ser preso, na semana passada, depois de tentar atacar duas jovens, entre delas a adolescente de 15 anos que foi filmada pulando de um veículo para escapar.

Douglas foi ouvido na DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente) e, escoltado por policiais, fez em silêncio o trajeto até o camburão onde foi levado de volta para o IPCG (Instituto Penal de Campo Grande.

A prisão preventiva dele, foi decretada após a menina atacada e a mãe procurarem a Polícia Civil.

Douglas foi localizado no mesmo dia, a sexta-feira passada, levado de volta ao presídio da Gameleira, onde cumpria pena no semiaberto, com autorização judicial para sair de dia para trabalhar e para visitar a família um domingo sim um domingo não.

Foi num domingo desses de folga que, usando o Celta que pertence a mãe dele que tentou atacar duas jovens, uma no Jardim Montevidéu e a adolescente no Jardim Noroeste.

A mãe, cuja identidade não foi divulgada, esteve na delegacia hoje, espontaneamente e contou à delegada que o filho afirmou que iria à igreja no dia em que foi visitá-la. O veículo está apreendido para as perícias.

Também pela manhã, a adolescente que foi vítima compareceu na delegacia e reconheceu Douglas. O outro caso corre na DEAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), em razão de se tratar de uma jovem maior de idade, de 24 anos.

Depois do depoimento na DPCA, Douglas Igor foi levado de volta ao IPCG, onde cumpriu pena entre 2008 e 2017, por estupros ocorridos entre julho e agosto de 2007. À época, ele também foi condenado por atentado violento ao pudor e roubo, uma vez que ficava com pertences das mulheres que violentava.

Veja abaixo o vídeo da saída de Douglas Igor da delegacia.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions