A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

27/07/2017 15:55

Executados pediram Uber para fugir de atiradores, dizem testemunhas

Adriano Fernandes e Lucas Junot
Veículo da Uber em que seguiam as duas vítimas do tiroteio. (Foto: Lucas Junot Veículo da Uber em que seguiam as duas vítimas do tiroteio. (Foto: Lucas Junot

Testemunhas do tiroteio esta tarde (27), no Jardim Carioca, relatam que os dois homens executados já estavam sendo perseguidados pelos atiradores, no bairro, antes de pedirem a corrida do veículo da Uber em que morreram.

O crime teria ocorrido no momento em que os dois rapazes estariam entrando no veículo Peugeot, 207r, dirigido por um motorista indentificado apenas como Nelson.

“O motorista havia acado de me deixar quando surgiu essa outra carona para ele”, comentou a passageira Carla Fagundes, de 26 anos. Ainda segundo os relatos, pouco antes de entrarem no carro eles foram surpreendidos pelos atirados em uma camionete modelo Hillux, prata e em uma moto.

Diante dos disparos o motorista ainda tentou fugir, mas também foi atingido por três disparos que o atingiram no ombro, rosto e costas. Ele foi encaminhado para uma unidade de saúde. O veículo parou sobre o meio-fio próximo ao cruzamento Rua Visando com a Zacarias Mourão.

As vítimas foram atingidas por disparos de grosso calibre. No local, foram encontrados pelo menos três capsulas de calibre três capsulas de pistola 380 e também .40. “Eles foram atingidos na cabeça e o crime tem características de execução”, comentou o delegado Fábio Peró, do Garras (Delegacia Especialidade de Repressão a Roubos Bancos, Assalto e Sequestro).

A movimentação é grande na região, inclusive com helicópteros. Moradores estão assustados e a aglomeração já é intensa no trecho onde ocorreu o crime.

Estão no local policiais Garras (Delegacia Especialidade de Repressão a Roubos Bancos, Assalto e Sequestro), da PM, militares do Corpo de Bombeiros e uma equipe da funerária para buscar os corpos.

Jornalista e servidor da prefeitura são denunciados por extorsão
O jornalista Acir Miller de Oliveira, 40 anos, e o servidor da prefeitura de Campo Grande Elenilton Dutra de Andrade, 50 anos, foram denunciados pelo...
Agetran interdita ruas no domingo na Capital para receber obras
Duas ruas serão interditadas em Campo Grande neste domingo, 24, para a execução de obras, anunciou a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trâns...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions