A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

27/01/2015 11:55

Faltam banheiros para prefeitura abrir parque para público “em geral”

Aline dos Santos
Portão principal é fechado com corrente e cadeado. (Foto: Marcos Ermínio)Portão principal é fechado com corrente e cadeado. (Foto: Marcos Ermínio)
Placa informa que parque funciona das 7h às 17h. (Foto: Marcos Ermínio)Placa informa que parque funciona das 7h às 17h. (Foto: Marcos Ermínio)

A prefeitura de Campo Grande informou que o parque Cônsul Assaf Trad, na saída para Cuiabá, já funciona para pequenas visitações, mas depende da construção de banheiros para receber o público em geral. No último sábado, o Campo Grande News mostrou que o parque está fechado há sete anos e o MPE (Ministério Público Estadual) abriu novo inquérito para esclarecer o motivo.

Segundo nota da assessoria de imprensa da prefeitura, o local já funciona há quatro anos com projetos e pequenas visitações de grupos direcionados. O local é considerado APA (Área de Preservação Ambiental).

“E para ou por tal situação de APA, tem que haver uma infraestrutura, como banheiros, lixeiras de reciclável, que não ainda são disponíveis, e, um planejamento adequado para uso populacional com pleno atendimento a comunidade em geral. Antes de sua revitalização, o Parque passava por um processo erosivo e hoje, conta com uma estrutura com salas, anfiteatro, lagos e trilhas. Está sendo organizado dias de visitas, no geral, assim que os banheiros forem construídos”, diz a nota.

Ainda conforme a assessoria de imprensa, o local recebe rotineiramente atividades voltadas à Educação Ambiental por meio do Projeto Florestinha, uma parceria entre a PMA (Polícia Militar Ambiental) e a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano).

“ Neste momento o Parque recebe melhorias com a ampliação do refeitório para melhor atendimento aos alunos do Projeto Florestinha, que tem atividades compostas por palestras, teatro de fantoches, exposição de animais empalhados, plantio de mudas nativas e debates sobre a fauna e flora, abrangendo o tema erosão”, informa a nota.

Inaugurado em 2008, o parque, na avenida Cônsul Assaf Trad, foi uma contrapartida do residencial de luxo Alphaville. A recuperação do processo erosivo custou R$ 5 milhões.

Com lago, trilhas e pista de caminhada, o modelo é similar ao Parque das Nações. Mas enquanto a unidade da avenida Afonso Pena tem média de dois mil visitantes durante a semana, o parque da avenida Cônsul Assaf Trad é lembrado somente pelo mato e pelo tempo, que apaga as inscrições nas placas e derrubou parte do portão de acesso. Outra diferença é a falta de iluminação.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions