ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Família e amigos de Mayara pedem justiça em caminhada neste domingo

Por Guilherme Henri | 30/09/2017 21:12
Mayara Fontoura Hosback, 18 anos, no colo de Roberson Batista da Silva, 32 anos (Foto: Arquivo Pessoal)
Mayara Fontoura Hosback, 18 anos, no colo de Roberson Batista da Silva, 32 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

“Queremos justiça”! É com esse grito que familiares e amigos de Mayara Fontoura Hosback, 18 anos, caminharão pela principal avenida de Campo Grande, a Afonso Pena, na tarde deste domingo (1º).

A jovem foi assassinadas com golpes de tesoura no dia 15 deste mês. O principal suspeito de cometer o crime é Roberson Batista da Silva, 32 anos, que está foragido.

Conforme a irmã da vítima, Viviane Fontoura Holsback, 20 anos, a concentração será realizada na Praça Ary Coelho, localizada entre a avenida e a rua 14 de Julho, no centro da Capital.

“Não podemos nos calar com uma atrocidade e crueldade dessa. Isso tem que se espalhar até que a justiça seja feita. Que esse monstro que matou minha irmã pague caro por isso”, disse Viviane.

Ainda segundo ela, os participantes estarão vestidos com camisetas coma foto de Mayara e irão segurar cartazes pedindo pela prisão de Roberson. “Quando tirou a vida dela, ele [Roberson] não pensou em ninguém, na dor que ia causar na gente. Ele destruiu a minha família, tirou nossa boneca de porcelana. Minha mãe está sofrendo muito. A dor que ele causou nunca vai passar. Não viveremos em paz enquanto ele estiver solto. Queremos justiça”, desabafa.

Por meio de um advogado, o suspeito tentou propor um acordo com a Justiça para “escolher” o presídio que ficará caso se entregue.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário