ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Filha de vítima do 1º feminicídio do ano desabafa: "a gente fica sem chão"

Claudineia foi morta com uma facada no pescoço pelo ex-companheiro, em Campo Grande

Izabela Cavalcanti | 14/01/2023 17:20
Claudineia, primeira vítima de feminicídio no Estado (Foto: Reprodução/Facebook)
Claudineia, primeira vítima de feminicídio no Estado (Foto: Reprodução/Facebook)

Quando soube da morte da mãe, Claudineia Brito da Silva, de 49 anos, Ester Barreto desabou. “Eu não conseguia nem andar, eu cai no chão. A gente fica sem chão. É minha mãe!”, lamenta a filha. Esse foi o primeiro feminicídio do ano registrado em Mato Grosso do Sul.

Ela conta que estava em casa quando tudo aconteceu e recebeu a notícia de uma parente do criminoso. “Eu estava na minha casa. Uma conhecida do marido da minha tia, que era parente do cara que matou minha mãe, me avisou que ela tinha saído machuca numa ambulância. Nós chegamos lá, o pessoal falou que ele tinha cortado o pescoço dela”, lembra.

Na tarde de terça-feira (13), Hércules José Andrade, de 43 anos, foi preso em flagrante por esfaquear Claudineia, com quem teve um relacionamento. O caso aconteceu no bairro São Francisco.

De acordo com Ester, eles não namoravam mais, mas a mãe estava presa ao vício de bebidas. “Ela não tinha mais nada com ele, ela ia lá por conta dos vícios, para beber com ele. Eles ficaram casados 1 ano só, não foram 7 anos”, conta.

Ester e a irmã não aprovavam o casamento dos dois, por já ter ocorrido episódios de agressão no início da relação da mãe.

Primeiro feminicídio do ano - Após o episódio, Claudineia foi socorrida inconsciente e encaminhada para a Santa Casa em estado grave. Ela acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no hospital.

Conforme informações de testemunhas, os dois sempre brigavam e se agrediam. No momento, eles bebiam juntos, quando começaram a discutir e ela deu um tapa nele, momento em que Hércules pegou uma faca e a golpeou no pescoço. Ele também tinha sido preso por violência doméstica em 2010.

Nos siga no Google Notícias