A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

14/01/2015 15:50

Frentista é condenado a 15 anos por armar emboscada para matar padrasto

Edivaldo Bitencourt
Rapaz de 22 anos foi condenado pela morte do padrasto (Foto: Filipe Prado)Rapaz de 22 anos foi condenado pela morte do padrasto (Foto: Filipe Prado)

O frentista Thionatan Anderson Custódio da Silva, 22 anos, foi condenado a 15 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato do padrasto, Fláusio Laudemiro Furtado, 63, no dia 5 de abril de 2013. Conforme a denúncia, ele armou a emboscada para um adolescente matar o homem com um tiro.

O júri, que começou na manhã desta quarta-feira (14), considerou-o culpado e a sentença foi definida pelo juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos. Durante o depoimento, o frentista negou o crime e acusou o adolescente de matar o padrasto.

Ele foi condenado por homicídio qualificado e motivo torpe. Conforme a denúncia do MPE (Ministério Público Estadual), Thionatan telefonou para o padrasto e pediu R$ 500 emprestado para realizar um tratamento dentário. Ao sair do carro para contar o dinheiro e entregá-lo ao enteado na frente do farol do carro, Fláusio foi morto com um tiro disparado pelo adolescente.

Inicialmente, a Polícia Civil e o MPE concluíram que Thionatan e a mãe, Aparecida Fernandes de Souza, 44, planejaram o assassinato para ficar com os bens do idoso, uma casa no Bairro Coophavila II, um caro e uma motocicleta.

No entanto, Aparecida foi absolvida por falta de provas no júri realizado em 24 de setembro do ano passado.
Conforme a sentença de Santos, o frentista deverá ficar preso e não terá direito a recorrer da decisão em liberdade.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions