A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/11/2011 11:55

Garoto baleado por policial foi expulso de projeto da PM por indisciplina

Francisco Júnior

Garoto não se adequou as regras impostas aos participantes do projeto

O adolescente de 16 anos baleado por um policial em uma troca de tiros na noite de ontem, era integrante de um projeto social realizado pela Polícia Militar no bairro Coophasul, em Campo Grande.

De acordo com a assessoria da polícia, ele participava do projeto social “Bom de Bola, Bom na Escola” desenvolvido pelo 9º BPM (Batalhão da Polícia Militar) para garotos carentes do bairro. Porém, ele acabou expulso por não se adequar as regras impostas aos participantes, como: frequentar a escola, tirar boas notas e ter bom comportamento.

A assessoria informou ainda que ele sempre apresentou problemas de disciplina.

Tiro - O adolescente de 16 anos foi baleado na perna pelo policial militar durante uma troca de tiros na noite de ontem, no bairro Coophasul, em Campo Grande.

De acordo com a polícia, o incidente aconteceu por volta das 21h40 na rua Santa Marta. Os policiais estavam à procura de dois suspeitos de terem baleado um rapaz no bairro Portal da Lagoa.

Em rondas pelo bairro Coophasul, os policiais se depararam com dois homens em uma moto com características semelhantes dos envolvidos na tentativa de homicídio e deram ordem de parada. Os suspeitos estavam em uma moto Yamaha Factor.

Em seguida, o condutor da moto, Ederson Gemeo da Silva, 18 anos, parou o veículo e o menor, que estava na garupa, desceu, segundo a polícia, com arma em punho. Os policias mandaram que largasse a arma, mas não obedeceu e efetuou um disparo. Um dos PMs revirou e acabou acertando a perna direita do adolescente.

Por conta do incidente, uma confusão se formou no local envolvendo parentes do adolescente. Ele foi encaminhado para a Santa Casa. Já Ederson levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro.



Se realmente ocorreu como está escrito acima... a família que provocou confusão (com certeza defendendo o menor) também deveria ser presa... afinal defender bandido e ridicularizar policiais de serviço é crime.
 
Nivaldo Silva em 15/11/2011 06:55:59
Solange Gomes, c/ o devido respeito: se você pudesse nos acompanhar numa jornada de trabalho, certamente q veria coisas muito piores do q um garoto descer de uma moto e atirar contra policiais. Certamente q mudaria sua visão sobre a atuação dos profissionais da segurança pública. Por outro lado, se não confia na PM, precisando de apoio, não ligue 190, chame a malandragem. ass: Fernando - PM .
 
Fernando Silva em 14/11/2011 11:55:40
Tem gente que parece estar vivendo no mundo da lua, e não percebem que hoje jovens entram cada vez mais novos no mundo do crime, roubando, traficando, matando e desafiando as autoridades.
 
JOSE ANTONIO em 14/11/2011 07:21:31
infelismente deveria ser na cabeça,porque este garoto naõ vai mudar ,o soldado que deu o tiro deveria ser promovido por ato de bravura, dizem as historia das promoções por bravura que um soldado foi provido por ter colocado um onça para correr nas bandas da coronel antonino,onça esta escapada do circo,este soldado mereçe a promoçaõ,porque ja identificou um futuro ruim para este garoto
 
Messias Neves em 14/11/2011 06:34:05
sinto muito pelos pais
 
ester reis em 14/11/2011 04:34:21
Infelismente foi na perna deveria ter sido em uma região letal assim teria um BANDIDO ha menos para incomodar a sociedade, e o soldado que atioru deveria ser promovido belo serviço prestou a sociedade pelo menos por um tempo esse bandido não vai incomodar, isso se quebrou o femur.
 
jafar fares em 14/11/2011 04:26:45
Solange, infelizmente malandro é assim, quando não conseguem fuga, descem e logo atiram no intuito de fugir...no ato o policial que não é bobo atirou primeiro, foi treinado para isso, porque esse menor-infrator (leia-se BANDIDINHO) estaria com essa arma?
coisa boa não iria aprontar...ou mais uma vez era pra se proteger de rixas?
onde estava os pais? que não viram seu filhinho "di menor" armado.
 
GILMAR CANDIDO em 14/11/2011 03:46:33
Se esse jovem tivesse apresentado um documento estaria se identificando,se estivesse com uma bíblia estaria pregando, mas com uma arma, certamente algo de errado estava aprontando,e no final o projeto social da PM , a este jovem não estava combinando.
 
odimir gomes de lima em 14/11/2011 02:54:22
se com 16 anos já está trocando tiro com a policia, não está aceitando recuperação imagine um bicho desses quando tiver 18 anos se estiver solto, o trab alho que vai dar para a policia.
 
hilibio moreira em 14/11/2011 02:38:10
Não quis aprender disciplina na escola, aqui fora ninguém passa a mão na cabeça, e acaba aprendendo na bala. O pior de tudo é que a família ainda apoia...mais cedo ou mais tarde vai apoiar o caixão descendo na cova.... aí já foi tarde....
 
Angelo Fantim em 14/11/2011 01:53:31
Eu duvido que esse garoto desceu da moto com uma arma na mão...Se eles quisessem fugir teriam acelerado a moto e não parado conforme esta escrito na reportagem...mas não to aqui para julgar ninguém...
 
solange gomes em 14/11/2011 01:52:58
nao obedeceu a ordem da PM e quis dar uma de esperto levou um tiro a toa se ficasse quieto não estaria assim agora
 
Diego Souza em 14/11/2011 01:39:03
Páu que nasce torto..... tém que fazer carvão.
 
valter antunes em 14/11/2011 01:11:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions