ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Governo quer antecipar entrega de aquário e inicia remoção de árvores

Por Fabiano Arruda e Italo Milhomem | 13/05/2011 10:01

Puccinelli diz que plano é entregar obra no aniversário de MS em 2013

Governador acompanha remoção de árvores e diz que obras do aquário devem durar 27 meses. (Foto: Simão Nogueira)
Governador acompanha remoção de árvores e diz que obras do aquário devem durar 27 meses. (Foto: Simão Nogueira)
Máquinas iniciam trabalhos no Parque das Nações.
Máquinas iniciam trabalhos no Parque das Nações.

O governador André Puccinelli (PMDB) esteve hoje pela manhã no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, e acompanhou a transplantação de árvores para construção do Aquário do Pantanal. Ele afirmou que pretende diminuir o cronograma de obras para que o aquário seja inaugurado no aniversário de 36 anos de Mato Grosso do Sul, em 2013.

O cronograma inicial é de 30 meses, mas deve cair para 27, conforme Puccinelli. As obras do aquário começam dia 23 deste mês.

Foram retirados 54 ipês brancos, dois ipês amarelos, dois ipês roxos, um ipê amarelo do cerrado, uma bocaiúva, um coqueiro, uma farinheira, uma goiabeira e uma imbaúva. As 64 árvores serão replantadas.

A remoção das árvores faz parte da primeira fase de obras, referente à terraplanagem e nivelação do terreno, que deve levar 50 dias e, após este prazo, começam os serviços de fundação, segundo informações do engenheiro da Egelte, empresa que venceu a licitação, Paulo Leandro Luiz.

Cerca de 200 funcionários vão trabalhar na obras, no entanto, o número pode chegar a 400, segundo informações do engenheiro da Egelte, Egidio Vilani Comin.

Com padrões internacionais, aquário terá 7 bilhões de litros de água. (Foto: Divulgação)
Com padrões internacionais, aquário terá 7 bilhões de litros de água. (Foto: Divulgação)

Aquário - Com 18,6 mil metros quadrados, equivalente a duas vezes o tamanho da Praça Belmar Fidalgo, e 24 tanques de aquários, que somam 7 bilhões de litros de água, o Aquário do Pantanal é apontado como o maior de água doce do mundo. Com dimensões e padrões internacionais, os investimentos somam mais de R$ 84 milhões.

Segundo informações do governo, serão aproximadamente 7 mil animais em exposição, subdivididos em mais de 200 espécies (peixes, invertebrados, répteis e mamíferos).

A referência em pesquisas é um dos maiores diferenciais apontados. O local será composto por um conjunto de laboratórios científicos para se tornar um centro de referência em pesquisa da ictiofauna pantaneira.

Pesquisas científicas e tecnológicas vão ser desenvolvidas a fim de explorar a fauna aquática e sua preservação, bem como para o uso econômico sustentável. Esse conjunto compreende laboratórios de biologia sobre os biomas existentes no Estado.

A apresentação técnica do aquário foi realizada no dia 12 de abril, em Campo Grande. Estima-se que a obra aumente em 30% o turismo de Mato Grosso do Sul.

“Este projeto é de suma importância para Mato Grosso do Sul e para Campo Grande, principalmente para alavancar o turismo de nosso Estado. Trata-se de um projeto que projeta Mato Grosso do Sul para o mundo. O aquário será o grande vetor do desenvolvimento econômico de Campo Grande e do Estado”, afirmou, à época, a vice-governadora Simone Tebet (PMDB)

Área total terá 18,6 mil metros quadrados. (Foto: Divulgação)
Área total terá 18,6 mil metros quadrados. (Foto: Divulgação)
Obra deve aumentar em 30% turismo de Campo Grande.
Obra deve aumentar em 30% turismo de Campo Grande.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário