ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Graças a apelido, polícia identifica um dos suspeitos de chacina na Capital

Crime ocorreu na madrugada do último sábado (31) no Jardim Sumatra, região sul de Campo Grande

Kerolyn Araújo e Bruna Marques | 03/11/2020 10:38
Marcas de sangue no carro onde uma das vítimas foi executada. (Foto: Marcos Maluf)
Marcas de sangue no carro onde uma das vítimas foi executada. (Foto: Marcos Maluf)


Um dos autores da chacina que deixou três homens mortos no Jardim Sumatra, na região sul de Campo Grande, foi identificado pelo apelido durante investigações da polícia. O crime ocorreu na madrugada do último sábado (31) na Rua Augusta Rossini Guidi.

Ao Campo Grande News, o delegado Gustavo Bueno, da 5ª Delegacia de Polícia Civil, explicou que buscas pelo grupo estão sendo feitas desde sábado. "Um dos autores foi identificado pelo apelido e diligências foram feitas ao longo do feriado", disse. Ainda segundo o delegado, até o momento ninguém foi preso. O apelido não foi divulgado para não atrapalhar as investigações.

Durante as investigações, a polícia identificou os calibres das armas usadas no crime, um revólver 32 e um .40. "Essa detecção é muito importante porque em cima disso conseguimos ter uma diretriz de trabalho", disse Bueno.

Agora, a polícia investiga se apenas um dos três mortos era o alvo do crime. "Eles demonstraram que o objetivo era a execução".

Crime - Conforme boletim de ocorrência, testemunhas contaram que o crime foi cometido por um grupo, de três homens e uma mulher, que chegou ao local fortemente armado em um carro parecido com Renault Sandero. Marco Antônio Cavalcante Américo, 36 anos, foi o primeiro a ser atingido por disparos de arma de calibre 12.

Depois, o grupo atirou contra Weslley da Silva Rodrigues Alves, 20 anos. Alex Vilhagra Ifran, 24 anos, foi o último a ser executado.

Nos siga no Google Notícias