A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

10/02/2014 09:26

Em uma hora, Polícia registra três tentativas de homicídio na Capital

Graziela Rezende e Viviane Oliveira

Três pessoas foram feridas com tiros, uma delas em estado gravíssimo, entre às 23h30 de ontem e a 0h30 desta segunda-feira (10). Dos suspeitos, apenas um adolescente de 17 anos foi apreendido. A Polícia Civil investiga os crimes.

O primeiro fato ocorreu na rua John Kennedy, no Bairro Nova Lima, região norte da Capital. Por volta das 23h30, Alexandre Fiorovante de Souza, 18 anos e Allan Pinheiro de Santana, 20 anos, foram alvejados. Conforme a Polícia, eles estavam na conveniência do Luiz, com um grupo de amigos, quando começaram a encarar discutir com duas pessoas.

Os autores estavam em um veículo Vectra. Eles saíram e retornaram minutos depois, já atirando nas vítimas. O principal suspeito foi identificado como Fernando Cárceres Ribeiro, 18 anos. A Polícia chegou a ir até a sua casa, porém encontrou apenas o veículo.

Alexandre, que levou um tiro no peito, foi transferido para a Santa Casa. Ele permanece em estado grave. Já o amigo Allan, que ficou ferido com dois disparos na cintura, foi medicado e liberado.

Pouco tempo depois, do outro lado da cidade, na rua Borborema, Jardim Noroeste, a Polícia foi acionada para atender uma tentativa de homicídio. Populares indicaram onde estavam as vítimas e os bombeiros já faziam os primeiros socorros.

Edilson Bulicenha, 41 anos, foi ferido com dois tiros na clavícula direita, um tiro no antebraço esquerdo e outro no glúteo esquerdo. Ele foi levado para a Santa Casa. Já o autor não foi localizado e está sendo investigado.



O desarmamento, é o que eu digo, desarmem os bandidos primeiro, garantam que eles estão desarmados e aí sim desarmem a população, ninguem quer ficar completamente desprotegido enquanto os bandidos estão a cada dia mais e mais armados, nossa policia, infelizmente, não tem a competencia que deveria ter, então, por enquanto, eu considero o desarmamento uma atitude um tanto quanto perigosa, aí vem alguem e conta a historia do filho que achou a arma do pai e acabou morto por acidente, neste caso e culpa é única e exclusiva do pai que não soube guardar sua arma de modo apropriado.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 10/02/2014 12:39:52
A criminalidade não é um “privilégio” do progresso da cidade .É fruto do poder paralelo de facções alimentados pelo usuários e viciados estabelecendo e proliferação da marginalidade que compra arma com a grana do trafico sem requisito autorização só com muito sangue nas mãos.
 
Jacy Geraldo QUEIROZ em 10/02/2014 12:28:11
É o desarmamento?????
 
santos filho em 10/02/2014 11:23:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions