A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/03/2016 14:34

Grupo de 100 caminhões faz carreata por ruas em protesto contra o PT

Ricardo Campos Jr. e Bianca Bianchi
Cem caminhões participam do protesto (Foto: Marcos Ermínio)Cem caminhões participam do protesto (Foto: Marcos Ermínio)
Veículos foram decorados com bandeiras e adesivos (Foto: Marcos Ermínio)Veículos foram decorados com bandeiras e adesivos (Foto: Marcos Ermínio)

Carreata pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) conta com a participação de pelo menos 100 caminhões na tarde desta sexta-feira (18). O grupo partiu dos altos da Avenida Afonso Pena, em frente à Cidade do Natal, e o trajeto planejado inicialmente foi alterado. Os participantes seguem para região da saída para Três Lagoas. Os veículos foram decorados com bandeiras e adesivos do movimento Reaja Brasil.

Policiais do BPTran (Batalhão de Polícia de Trânsito) acompanham o manifesto fechando as esquinas mais movimentadas para que o comboio prossiga livremente.

A manifestação ocupa apenas a pista da direita para não atrapalhar o tráfego, já que a avenida é uma das mais importantes e movimentadas da cidade.

O grupo desceu a Rua Pedro Celestino, seguiu pela Avenida Fernando Corrêa da Costa, acessou Rua Ceará e ruma para a Avenida Ministro João Arinos. Inicialmente estava prevista a volta ao ponto de origem pela Afonso Pena

Vários motoristas que não estavam participando demonstraram apoio ao ato, cujo ápice ocorreu em frente ao MPF (Ministério Público Federal) com um “buzinaço”, palco de vários protestos transcorridos durante a semana e onde há uma concentração de pessoas.

À medida que os veículos desciam a avenida, comerciantes, clientes e moradores da região saíam nas calçadas para conferir o que estava acontecendo. O evento transcorre de forma pacífica.

Protestos – A semana em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi nomeado ministro da Casa Civil para supostamente conquistar foro privilegiado e se livrar de uma possível prisão foi marcada por manifestações em todo o país.

Em Campo Grande, houve atos domingo, quarta, quinta e nesta sexta, os comerciantes do Centro fecharam as portas durante uma hora e fizeram uma passeata pela Rua 14 de Julho pedindo a saída do PT do poder.

Conforme a CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas), 400 estabelecimentos aderiram, o que corresponde a 90% do total. Hermas Renan Rodrigues, presidente da entidade, afirma que 200 pessoas participaram da caminhada. No entanto, a PM (Polícia Militar) informou que na contagem da corporação apenas 70 foram às ruas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions