A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

18/08/2011 11:16

Guard rail em pontos críticos do rio Anhanduí vai custar R$ 880 mil

Marta Ferreira

Construtora terá prazo de 365 dias para instalar defensas metálicas

A Prefeitura de Campo Grande vai gastar R$ 889 mil na instalação de guard rail às margens do rio Anhanduí, ao longo da avenida Ernesto Geisel. É o que prevê o contrato assinado com a empreiteira Nautilus, vencedora da licitação feita em março.

A empresa, conforme o contrato assinado no dia 28 de julho, vai ter prazo de 365 dias para a realização das obras de instalação de defensas metálicas maleáveis e ancoragem ao longo do rio.

Defensas vão ser instaladas em pontos críticos como forma de evitar acidentes, entre eles quedas de carros no rio. (Foto: Simão Nogueira)Defensas vão ser instaladas em pontos críticos como forma de evitar acidentes, entre eles quedas de carros no rio. (Foto: Simão Nogueira)

A obra é esperada há bastante tempo, diante dos vários casos de veículos que caem no rio, em razão da falta de proteção. O risco se tornou maior ainda após a inauguração do shopping Norte Sul Plaza, que aumentou o tráfego na região.

No trecho próximo ao centro comercial, chegou a ser instalado um tapume de metal à época da inaguração e parte dele despencou dias depois.

Segundo informação do presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) à época da abertura da licitação, as defensas serão instaladas nos pontos críticos da avenida ao longo do rio.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Mais uma vez vão tampar oos olhos de quem não quer ver. O serviço deve ser feito definito e não um remendo para provisório. Esse tampãp não segura nem moto.
 
luiz alves pereira em 18/08/2011 12:37:34
Só cabe o questionamento se essa proteção tambem dará segurança aos motociclistas, uma vez que esse corrego é um perigo constante aos pilotos, pois não oferece nenhuma forma de evitar que em um possivel choque ou queda de moticleta, que o piloto não caia no corrego.
 
Ronalldo Leal em 18/08/2011 12:33:24
Mais um gasto desnecessário, e milhonário. Até quando os nossos governantes vão fazer vista-grossa ao problema da margem do Anhanduí? Vamos fazer a Mata Ciliar, e estará resolvido o problema das enchentes e dos carros e motos que insistem em cair lá.
Mas antes tem que ser removidos os entulhos e areião que vêm da erosão do Carandá Bosque. Porém, se não aprofundar o leito do mesmo, não adianta alargar e colocar proteção. MATA CILIAR, JÁ!
 
Angélica Nunes Dourado em 18/08/2011 07:26:01
....se os motoristas e motociclistas de CG, forem atravessar a ponte Rio-Niteroi, não ia dar conta de chegar do outro lado, a maioria cairia dentro d'agua.
 
Renato Rieff em 18/08/2011 07:22:29
Concordo em gênero,número e grau com o Luiz Pereira.
 
Nercy Lemes em 18/08/2011 04:18:09
Não é a falta de guard rail que faz os carros caírem no córrego, e sim o excesso de velocidade e a imprudência dos motoristas. Se houvesse fiscalização no trecho não seria necessário fazer esse investimento - e a prefeitura ainda arrecadaria com as multas, já que são poucos os motoristas que trafegam por ali dentro da velocidade permitida.
 
Luiz Pereira em 18/08/2011 02:44:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions