ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 17º

Capital

Homem finge ser funcionário de empresa, altera placa e enche tanque por 23 vezes

Depois de uma curta experiência de frentista, ele descobriu como abastecer "de graça"

Por Aline dos Santos | 05/07/2022 11:36
Com fita adesiva, condenado por estelionato transformou 9 da placa do carro em 8. (Foto: Reprodução)
Com fita adesiva, condenado por estelionato transformou 9 da placa do carro em 8. (Foto: Reprodução)

Homem fingiu ser funcionário de empresa conveniada a posto de combustíveis, adulterou a placa de seu carro com fita adesiva e aproveitou para encher o tanque por 23 vezes, num total de quase R$ 6 mil.

O crime confessado por Fábio Almeida de Oliveira, 38 anos, preso em flagrante pelo Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) em 27 de janeiro, resultou em condenação a seis anos e oito meses. A maior pena é decorrente da adulteração da placa do veículo: 5 anos.

De acordo com o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), por 24 vezes o acusado alterou a letra da placa do veículo Renault Sandero, transformado o número 9 em 8.

Depois de uma curta experiência de frentista em alguns estabelecimentos, ele descobriu que empresa de produção de vídeos tinha convênio com posto localizado na Avenida Eduardo Elias Zahran, em Campo Grande.

Então, foi ao local e se apresentou como funcionário da empresa conveniada. A operação foi repetida por 24 vezes entre junho de 2021 e janeiro deste ano. O prejuízo total foi de R$ 6.254. Além de abastecer o carro com gasolina por 23 vezes, ele também levou paletas, óleo e filtros para o Sandero.

Contudo, o esquema ruiu quando a empresa vítima percebeu a cobrança de automóvel que não pertencia à sua frota, além da inexistência de funcionário chamado Marcos, como Fábio se apresentava.

O juiz da 2ª Vara Criminal, Olivar Augusto Roberti Coneglian, também condenou o réu a pagamento de indenização para reparar o dano.

Nos siga no Google Notícias