ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Homem que aparece deixando local de crime diz que não sabia de corpo em freezer

Imagens foram divulgadas pela polícia, mas o homem que surge no vídeo garante que saiu antes do crime

Por Ângela Kempfer e Marcos Rivany | 12/01/2021 17:06
Rafael falou com o Campo Grande News na casa onde o corpo foi encontrado. (Foto: Marcos Rivani)
Rafael falou com o Campo Grande News na casa onde o corpo foi encontrado. (Foto: Marcos Rivani)

Homem que aparece em vídeo  saindo do local onde adolescente foi encontrado morto ontem (11) voltou à casa da família nesta terça-feira. Ele diz ser primo de 2º grau do garoto, assume que é a pessoa filmada pela câmera de segurança, mas nega qualquer envolvimento com a morte do menino, encontrado dentro de um freezer, na casa da avó.

Rafael Henrique Alves Machado, de 31 anos, admitiu ao Campo Grande News que chegou à casa na sexta-feira, ao lado de outro primo, mas garante que não encontraram ninguém. "Somos de Douradinha e viemos periodicamente para Campo Grande, sempre ficamos aqui", comenta.

Segundo Rafael, ele chegou na sexta-feira. No sábado, o outro rapaz conseguiu carona e voltou para Douradina. Mas na versão dele, só no domingo apareceu alguém para levá-lo de volta para casa.

A imagem divulgada depois do crime é, justamente, do momento em que ele deixa a casa com malas. A avó da vítima é tia de Rafael. "Esse vídeo não tem ligação com o caso, foi antes do que aconteceu", garante Rafael.

José Eduardo Alves Gonçalves Rosa, 15 anos, foi encontrado morto na segunda-feira (11), dentro de um freezer na casa da avó na Vila Adelina

Conforme a Polícia Civil, ainda é cedo para afirmar qualquer coisa relacionada a morte do adolescente. Ainda não há suspeitos, nem um ‘motivo’, porém o caso segue em investigação na DEPCA (Delegacia de Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), que não divulgou se o corpo tinha sinais de violência.

Durante toda a tarde, familiares do garoto foram ouvidos pela polícia. Neste momento, outro primo de José Eduardo presta depoimento.

Segundo a delegada Gabriela Stainle da 5ª Delegacia de Polícia Civil , serão analisados, além das câmeras de segurança, o celular e o notebook da vítima que foram apreendidos.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário