A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

23/04/2019 14:45

Homem que teve 72% do corpo queimado em incêndio passa por cirurgia plástica

Vítima foi sedada e entubada; crime aconteceu há 13 dias e caso está sendo investigado pela Deam

Liniker Ribeiro
Um dos cômodos queimados em residência no Zé Pereira (Foto: Ronie Cruz)Um dos cômodos queimados em residência no Zé Pereira (Foto: Ronie Cruz)

Treze dias depois de ter 72% do corpo queimado em um incêndio criminoso, Wilkisonn Danillo Barbosa Figueiredo, de 28 anos, segue internado na Santa Casa da Capital. Nesta terça-feira (23), um procedimento cirúrgico é realizado para limpeza das partes de seu corpo que foram atingidas pelo fogo.

De acordo com a assessoria de comunicação do hospital, logo após o fim do procedimento, realizado por uma equipe da cirurgia plástica, a vítima será novamente encaminhada para o CTI (Centro de Tratamento Intensivo). Devido ao ferimentos, Wilkisonn foi sedado e entubado.

As chamas provocaram queimaduras no rosto, pescoço, tronco, braços e coxas da vítima. O caso, que está sendo investigado pela DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), foi registrado na madrugada do dia 10 de abril.

Wilkisonn estava em uma casa localizada no bairro Zé Pereira, onde morava uma jovem de 23 anos. A polícia apura se a mulher teve participação no crime ou se foi obrigada pelo ex-pastor, José Ronaldo Amorim Lopo de Almeida, de 30 anos, a confessar que colocou fogo na casa. A suspeita é que a mulher tenha sido torturada.

José Ronaldo foi preso no dia 16 de abril, quando foi à polícia de Ribas do Rio Pardo – distante 103 quilômetros de Campo Grande - comunicar que os documentos dele e da esposa foram queimados. Durante esse tempo, a mulher estava com ele, mas que essa permanência teria sido forçada, segundo a polícia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions