ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Hospital chama médicos e enfermeiros para atuar no enfrentamento à covid-19

Casa de saúde convocou mais 12 profissionais em processo seletivo emergencial

Por Jones Mário | 25/05/2020 09:13
Na semana passada, Humap já havia chamado outros seis profissionais (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)
Na semana passada, Humap já havia chamado outros seis profissionais (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

O Humap (Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian), da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), convocou mais 12 médicos e técnicos de Enfermagem aprovados em processo seletivo emergencial para reforçar o atendimento à população no enfrentamento à pandemia de novo coronavírus.

Foram chamados quatro médicos especializados em Clínica Médica, além de oito técnicos de Enfermagem. O edital foi publicado na edição desta segunda-feira (25) do DOU (Diário Oficial da União).

Os convocados deverão comparecer à divisão de Gestão de Pessoas do Humap nesta terça-feira (26), conforme horário de agendamento enviado por-email, para entrega de currículo e apresentação dos documentos necessários para contratação. Documentação comprobatória de títulos e experiência profissional informados na inscrição também devem ser levados.

No dia 1º de junho, próxima segunda-feira, os profissionais chamados passarão por exame admissional, também conforme horário de agendamento encaminhado via e-mail. Candidato com deficiência ou autodeclarado negro ou pardo serão submetidos a processo de aferição de veracidade.

Caso aprovada a contratação, o horário de expediente será avisado e contrato de trabalho assinado. Caso contrário, o convocado terá dois dias úteis para apresentar recurso à divisão de Gestão de Pessoas.

Na semana passado, o Humap já havia contratado seis profissionais via processo seletivo emergencial - dois técnicos de Enfermagem, dois fisioterapeutas, um enfermeiro e um enfermeiro especializado em Urgências e Emergências.

O concurso leva em consideração a declaração de emergência em Saúde Pública de importância internacional pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e o Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo novo coronavírus.

O processo seletivo forma cadastro de profissionais de nível superior e técnico para triagem e atendimento, direto ou indireto, aos pacientes confirmados ou suspeitos de contaminação pela covid-19.

A contratação tem caráter temporário, pelo período inicial de seis meses, mas pode ser prorrogada por até dois anos. As convocações são feitas de acordo com a necessidade de cada hospital universitário federal vinculado à Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), responsável pela administração do Humap e de mais 39 casas de saúde universitárias do País.