ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 15º

Capital

Indígena de 24 anos morre depois de ser atropelado duas vezes em rodovia

O primeiro atropelamento foi provocado por caminhonete da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena)

Por Guilherme Henri | 15/07/2018 07:35

Indígena de 24 anos morreu depois de ser atropelado duas vezes na tarde de ontem (14) no quilômetro 233, da rodovia MS-156, em Amambaí – a 360 quilômetros de Campo Grande. Devido omorte, indígenas da Aldeia Limão Verde tentaram linchar os motoristas dos carros que atropelaram a vítima e ainda bloquearam o trecho da rodovia.

Conforme o registro policial, o indígena morto foi identificado como Ilson da Silva. Consta no boletim, que primeiro a vítima foi atropelado por caminhonete da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) e foi arremessado para o outro lado da pista. Neste momento Ilson acabou atropelado por outro veículo, um Vectra. Os nomes dos motoristas não foram informados pela polícia na ocorrência.

O Corpo de Bombeiros chegou a ser chamado, porém a vítima não resistiu aos ferimentos. Devido a morte, indígenas da aldeia se exaltaram e tentaram linchar os motoristas dos veículos que atropelaram a vítima. Os indígenas chegaram a bloquear o trecho da rodovia, mas a ação foi impedida com a chegada da Polícia Militar no local.

Os motoristas foram encaminhados para a delegacia do município para esclarecimentos. O caso foi registrado como homicídio culposo – quando não há intenção – na delegacia de Amambaí.

Nos siga no Google Notícias