ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Inflamados pela eleição, bolsonaristas preparam atos de 7 de Setembro na Capital

Grupos conservadores prometem “tomar as ruas” em favor da reeleição do atual presidente Jair Bolsonaro

Jhefferson Gamarra | 10/08/2022 16:29
Apoiadores do atual presidente participando da manifestação de 7 setembro do ano passado (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Apoiadores do atual presidente participando da manifestação de 7 setembro do ano passado (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Com previsão de “motociata” e “marcha para Jesus”, grupos conservadores de Campo Grande, pretendem transformar as tradicionais manifestações do dia 7 de setembro, no maior ato em favor da reeleição do atual presidente Jair Bolsonaro (PL). O encontro bolsonarista ocorrerá a menos de um mês da eleição presidencial, prevista para o dia 2 de outubro.

A convocação para atos partiu do próprio presidente. “Nós somos a maioria, somos do bem, temos disposição para lutar pela nossa liberdade, pela nossa pátria. Convoco todos vocês agora para que todo mundo no 7 de setembro vá às ruas pela última vez. Vamos às ruas pela última vez!”, disse Bolsonaro durante convenção partidária de lançamento de sua candidatura a reeleição.

Convite compartilhado por grupos conservadores em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução)
Convite compartilhado por grupos conservadores em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (Imagem: Reprodução)

Nas redes sociais já circulam, por exemplo, montagens convocando apoiadores para o ato nacional, onde o Brasil irá comemorar o bicentenário da sua Independência: “O povo nas ruas é a verdadeira pesquisa”, “Jamais desista das nossas cores e dos nossos valores”, diz o anúncio com a imagem do atual presidente Jair Bolsonaro.

Na capital, a tradicional marcha para Jesus, que reúne membros da comunidade evangélica, aconteceria no dia 26 de agosto, mas foi adiada para o dia 7 de setembro, se juntar às manifestações pró-Bolsonaro.

 “Vamos ter a programação normal da marcha como nos anos anteriores. Porém o segmento evangélico irá aderir a convocação do presidente Bolsonaro para as manifestações. Nossa expectativa é de 120 mil pessoas no evento todo”, explicou Lucas Acosta, um dos organizadores do evento.

“Campo Grande vai ter a maior manifestação já vista. Devem se juntar todos os movimentos em apoio ao presidente Bolsonaro”, garantiu o líder do movimento Endireita MS e pré-candidato a deputado estadual, Rafael Tavares.

Assim como na última passagem do presidente Jair Bolsonaro em Campo Grande, apoiadores estão organizando uma “motociata” e carreata no dia da independência. “Temos que unir a direita. A expectativa é reunir 1.500 carros e umas 3.000 motos. Por ser ano eleitoral, acredito que o pessoal vai em peso para as ruas. Dá para reunir uns 15 mil participantes”, acredita Thiago Grego, diretor do grupo Pela Liberdade do Brasil e pré-candidato a deputado federal.

Nos siga no Google Notícias