ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 10º

Capital

Intenção é terminar reforma em UPA interditada até sexta, diz prefeito

Unidade de pronto atendimento da Vila Almeida foi fechada por problemas causados depois de chuva em 16 de janeiro

Por Mayara Bueno e Yarima Mecchi | 28/01/2017 11:29
UPA da Vila Almeida depois de chuva forte em 16 de janeiro. (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)
UPA da Vila Almeida depois de chuva forte em 16 de janeiro. (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), neste sábado (28). (Foto: Yarima Mecchi)
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), neste sábado (28). (Foto: Yarima Mecchi)

A intenção da Prefeitura de Campo Grande é terminar a reforma da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida até sexta-feira, 6 de fevereiro, como era a previsão desde o começo, disse o chefe do Executivo Municipal, Marquinhos Trad (PSD).

A unidade está interditada desde o dia 16 de janeiro após várias salas ficaram alagadas e as paredes energizadas, com o risco de choque por causa de uma chuva que atingiu a região oeste de Campo Grande - onde está localizado o posto de saúde.

“Nossa intenção e programação é essa, terminar até sexta. Mas, depende da natureza, ontem mesmo a chuva atrapalhou e estragou uma parte, mas já refizemos. A nossa intenção é terminar até sexta”, afirma.

Desde segunda-feira a uma equipe mínima com dois médicos, dois enfermeiros, quatro técnicos de enfermagem, dois administrativos, um farmacêutico e um assistente social está trabalhando na UPA para atender a demanda espontânea de urgência e emergência.

Em ocasião anterior, o secretário de Obras da prefeitura, Rudi Fiorese, disse que os principais problemas na unidade era a calha e o telhado, que não dão vazão quando chove forte.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário