ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Interior lota e Campo Grande já tem dez pacientes “importados”

Sesau informa que 20% dos leitos estão ocupados por moradores de outros municípios

Por Aline dos Santos | 05/03/2021 12:28
Paciente internado durante tratamento para covid em hospital. (Foto: Arquivo)
Paciente internado durante tratamento para covid em hospital. (Foto: Arquivo)

Líder de uma macrorregião de Saúde que engloba 34 municípios, Campo Grande já sente o impacto do avanço da pandemia de coronavírus na ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), nesta sexta-feira, dez pacientes de fora da macrorregião estão internados na Capital.

Do total, oito são de outras macrorregiões e dois de outros Estados. Deste quantitativo total de pessoas internadas em UTI de Campo Grande hoje, cerca de 20% dos leitos estão ocupados por moradores de outros municípios. Sidrolândia é a cidade que tem mais número de pacientes na Capital: cinco pessoas.

Ainda de acordo com a secretaria, a maioria dos internados provenientes do interior é da macrorregião de Campo Grande. Na geografia da Saúde, Campo Grande lidera macrorregião que abrange 34 cidades e recebe recursos do SUS (Sistema Único de Saúde) para atendimento.

Já as outras macrorregiões são Dourados (33 municípios), Três Lagoas (10 cidades) e Corumbá (dois municípios).

Divulgado hoje, o boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde) traz um recorde: são 712 pacientes internados em leitos clínicos e de terapia intensiva. Esse é o maior número de pessoas internadas em Mato Grosso do Sul durante toda a pandemia.

A lotação de leitos de UTI do SUS (Sistema Único de Saúde) em Campo Grande é de 92%. O leito de UTI acolhe os pacientes que travam a batalha mais intensa contra a doença.

 A possibilidade de um colapso no Estado se aproxima. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, pacientes foram transferidos entre municípios com grandes distâncias devido a falta de leitos. "Um paciente de Amambai foi encaminhado para Aquidauana porque não havia leitos de UTI em Ponta Porã, nem Dourados. Em Naviraí, todos os leitos estão ocupados e há pacientes em ala vermelha”, afirma.

Macrorregião da Capital – A macrorregião de Campo Grande é composta pelos seguintes municípios: Alcinópolis, Anastácio, Aquidauana, Bandeirantes, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Camapuã, Caracol, Chapadão do Sul, Corguinho, Costa Rica, Coxim, Dois Irmãos do Buriti, Figueirão, Guia Lopes da Laguna, Jaraguari, Jardim, Maracaju,  Miranda, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia, Sonora e Terenos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário