A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

20/03/2013 17:07

Investigação federal sobre máfia do câncer está em sigilo

Nadyenka Castro
Polícia Federal cumpre mandado na casa de Adalberto Siufi. (Foto: Vanderlei Aparecido)Polícia Federal cumpre mandado na casa de Adalberto Siufi. (Foto: Vanderlei Aparecido)

Está em sigilo a investigação realizada pelo MPF (Ministério Público Federal) sobre a máfia do câncer. De acordo com o MPF, o segredo é necessário para o “resguardo das apurações e à preservação da imagem dos investigados”.

A investigação do MPF já resultou na operação Sangue Frio, deflagrada pela PF (Polícia Federal), nessa terça-feira em Campo Grande. Foram apreendidos documentos que podem ser utilizados como provas para subsidiar apurações ainda não concluídas.

As apreensões foram feitas no HU (Hospital Universitário), Hospital do Câncer, clínica Neorad e na casa do médico Adalberto Siufi, proprietário da clínica e diretor-presidente da Fundação Carmem Prudente, mantenedora do Hospital do Câncer.

Na casa do oncologista, que já atuou no HU, foram apreendidos R$ 100 mil e quatro armas de fogo. Por isso, ele foi autuado em flagrante por porte de arma e solto após pagamento de R$ 30.510 em fiança.

O MPF passou a investigar o HU depois de verificar situações suspeitas na prestação de serviços de oncologia. Uma delas é que o hospital recusou ajuda federal para reativar o serviço de radioterapia que há alguns anos é terceirizado para a Neorad.

Em outubro do ano passado, liminar da Justiça Federal mandou a direção do HU receber os equipamentos de radioterapia a serem doados pela União.

Pelo MPE – O MPE (Ministério Público Estadual) também investiga irregularidades envolvendo a Neorad, Hospital do Câncer e a Santa Casa de Campo Grande.

O MPE pediu à Justiça o afastamento da direção do Hospital do Câncer, após verificar irregularidades em pagamentos pelos serviços e salários diferenciados para familiares dos diretores.



Sr. Ivan
Se o que o senhor está dizendo é realmente verdade, houve crime desse médico.
Leve o fato (com as provas que o senhor tiver) ao Ministério Público Federal ou à Polícia Federal. Certamente resultará em uma investigação. As coisas só vão melhorar quando as pessoas passarem a acreditar na justiça.
 
Jose Mario Fernandes em 22/03/2013 01:34:17
Eu e minhas irmãs tivemos que pagar 600 reais para um médico do HU realizar uma cirurgia de catarata em nossa mãe. Se não pagassemos ele falou que ia colocar ela numa fila de espera que poderia demorar 2 anos. Preferimos pagar pra ver nossa mãe bem mas ficamos revoltados só que não adianta denunciar que isso não vai da nada, médico e politico faz e acontece nesse brasil desgraçado.
 
Ivan martins oliveira em 20/03/2013 20:58:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions