ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Iquérito do MPE investiga degradação em área de preservação do Guariroba

Por Paulo Nonato de Souza | 13/01/2017 12:41

O trânsito de gado e a ação de banhistas, trilheiros e jipeiros estão contribuindo para a degradação da área de preservação ambiental do córrego Guariroba, em Campo Grande, diz relatório de investigação da 26ª Promotoria de Justiça do Meio Ambiente.

Com base no resultado do inquérito civil instaurado pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), a Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal) expediu portaria que disciplina o trânsito de gado a pé em unidades de conservação da natureza e áreas de preservação permanente, as chamadas APPs, no município de Campo Grande. A decisão do órgão proíbe o acesso direto aos rios e córregos que cortam as áreas de preservação ambiental, durante os pousos de comitivas.

Ainda de acordo com nota publicada no site do MPMS, por enquanto a portaria está restrita às unidades de conservação localizadas no município de Campo Grande, mas pode vir a ser ampliada para outros municípios de Mato Grosso do Sul que tenham em seu território unidades de conservação ambiental.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário