A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Abril de 2019

06/04/2019 07:49

Iracy Coelho recebe mutirão de combate ao Aedes aegypti neste fim de semana

Expectativa é de que sejam vistoriados 2,5 mil imóveis, chaveiro apoiará equipes de agentes de saúde para entrada em imóveis fechados

Humberto Marques
Agentes de saúde vão percorrer região do Iracy Coelho em busca de focos do Aedes. (Foto: PMCG/Arquivo)Agentes de saúde vão percorrer região do Iracy Coelho em busca de focos do Aedes. (Foto: PMCG/Arquivo)

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) realiza neste sábado (6) e domingo (7) na região do Iracy Coelho, sul de Campo Grande, mutirão de enfrentamento aos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor do zika vírus, febre chikungunya e da dengue –doença que colocou a Capital em situação emergência diante de uma epidemia que, até quarta-feira (3), totalizava 18,4 mil notificações e já aumentava a pressão no sistema público de saúde.

Mais de 60 agentes de combate a endemias serão mobilizados para a ação. Também foi acionado um chaveiro para vistoriar imóveis fechados e um caminhão da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) para recolhimento de materiais inservíveis. Os agentes vão vistoriar propriedades, inclusive terrenos baldios, e ajudar na retirada de potenciais criadouros do Aedes.

A intenção é vistoriar mais de 2,5 mil imóveis, segundo a CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais). Durante toda a semana, servidores da Educação em Saúde do órgão percorrem espaços de convívio social, comércios e igrejas para orientar os moradores sobre a prevenção.

Entre janeiro e 4 de abril, a Capital recebeu 18.433 notificações de casos de dengue. Houve 3.965 confirmações e quatro mortes relacionadas à doença.

A prefeitura tem realizado mutirões nos bairros que apresentam os maiores índices de infestação do Aedes aegypti –já receberam a ação o Jardim Noroeste, Jardim Centro-Oeste, Chácara dos Poderes, Nova Campo Grande, Jardim Los Angeles, Moreninhas, Jardim Veraneio e Conjunto Maria Aparecida Pedrossian. Tais regiões vêm sendo alvos mais frequentes de ações de bloqueio, com aumento de três para 13 equipes de fumacê para percorrerem diariamente as comunidades.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions