A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Outubro de 2019

17/09/2019 07:01

Jovem filmado espancando rapaz na saída de festa é julgado nesta terça-feira

Tentativa de homicídio ganhou repercussão porque vídeo onde grupo de "bad boys" aparece socando e chutando vítima viralizou

Anahi Zurutuza
Jhonny Celestino Holsback Belluzzo, em 2016, ao deixar a 1ª DP (Delegacia de Polícia) após depoimento (Foto: Alcides Neto/Arquivo)Jhonny Celestino Holsback Belluzzo, em 2016, ao deixar a 1ª DP (Delegacia de Polícia) após depoimento (Foto: Alcides Neto/Arquivo)

Jhonny Celestino Holsback Belluzzo, de 23 anos, um dos “bad boys” filmados espancando um jovem na saída de uma festa na Vila Jacy, em setembro de 2016, vai a júri popular por tentativa de homicídio. O julgamento começa às 8h.

No dia 18 de agosto, o juiz Carlos Alberto Garcete, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, determinou que Jhonny responda por tentativa de homicídio, qualificada por motivo fútil e mediante meio cruel. No entendimento do magistrado, as provas do crime, dentre elas o vídeo que viralizou no WhatsApp e nas redes sociais à época, e a violência das agressões deixam claro a intenção do rapaz em matar a vítima.

Alessandro Ronaldo Mosca Júnior e José Guilherme do Carmo Weiler, que também aparecem nas imagens, devem responder por lesão corporal.

O crime - A sessão de espancamento aconteceu no dia 18 de setembro de 2016. Conforme consta na denúncia oferecida pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), tudo aconteceu depois que a vítima urinou na roda de um Fiat Pálio, que pertencia a Jhonny, e um Renault Sandero Stepway, que era de José Guilherme, na saída de uma festa.

Jhonny foi avisado sobre a situação e por isso seguiu, junto com Alessandro e José Guilherme, a vítima até casa de um amigo. O jovem agredido estava chegando a pé em sua casa e correu quando percebeu o comboio de carros estacionados em frente ao local.

Ainda assim foi alcançado e agredido por Alessandro. Logo depois, Jhonny também passou a chutar, socar e dar tapas na vítima, além de arrastar o jovem pelo asfalto. O rapaz já estava caído quando José Guilherme chegou e também passou a agredi-lo.

Mesmo após a sessão de espancamento, Jhonny deu um “mata leão” na vítima e quando o jovem já estava inconsciente continuou chutando a cabeça do rapaz. As agressões só terminaram quando pessoas que assistiam a cena de violência impediram.

No vídeo, é possível ouvir uma pessoa gritar: “não mata ele não”. A vítima foi deixada no local sem que ninguém acionasse socorro médico. Veja o vídeo:

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions