A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

06/11/2011 23:15

Jovem leva tiro no rosto e aguarda mais de 24h por cirurgia, diz família

Ana Paula Carvalho

Jean Carlos da Silva, de 19 anos, levou um tiro no rosto e outra na mão por volta das 20h de sábado (05), em um salão de beleza no bairro Alves Pereira, em Campo Grande.

Foi então que o desespero da família começou. Primeiro por saber que o jovem havia sido baleado e depois por não receber nenhuma informação sobre o estado de saúde dele, que está internado na Santa Casa.

De acordo com Katiléia da Silva, de 31 anos, tia de Jean, a família não sabe se o estado de saúde dele é grave, se pode ter sequelas, se há risco de morte. Ela relata que os funcionários do hospital alegam que apenas o médico que o atendeu ontem pode passar informações, mas ele era apenas um plantonista.

"E se ele levar três dias para pegar plantão de novo? E se meu sobrinho morrer?", questiona.

Hoje, por volta das 13h, eles visitaram o jovem na emergência. Ele está consciente, mas respira com a ajuda de aparelhos. Jean precisa passar por uma cirurgia, mas não há previsão de quando isso acontecerá.

Na noite deste domingo, Katiléia procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro para tentar registrar um boletim de ocorrência, para quem sabe assim, conseguir atendimento para o sobrinho. Mas a resposta foi de que a partir do momento que ele deu entrada no hospital está recebendo atendimento, seja ele qual for e por isso o BO não pode ser feito.

Os familiares do jovem já procuraram até a direção do hospital, mas não conseguiram retorno.Eles temem que o ele morra se não passar por cirurgia logo, já que a bala entrou pela face e se alojou na nuca.

De acordo com testemunhas, Jean estava em um salão de beleza quando um homem chegou e atirou.Ele virou para olhar e por isso o tiro o atingiu no rosto. Outro disparo atingiu a mão do jovem.

Devido ao horário, o Campo Grande News não conseguiu contato com a assessoria do hospital.



Mais qual o motivo do "tiro no rosto"?... digamos...que se ele fosse um bandido, teria mais prioridade do que um trabalhador,... me corrijam se eu estiver errado!!!
 
Marcelo Max em 07/11/2011 12:50:28
Nós temos que ver Campo Grande, a população apoia em mais de 50 por cento o prefeito e Governador. Nós temos vários postos de saúde lindos e não fazem primeiros socorros; isso acaba gerando excesso de pessoas nos Hospitais e Santa casa. Precisa saber administrar os problemas.
 
luiz alves pereira em 07/11/2011 09:49:20
Uma pouca vergonha esse nosso Brasil, brincam com a saude das pessoas, atendem mal, nao informam aos familiares o estado do paciente. Genteeeeeeeeee por isso somos
subdesenvolvildos, tem que reclicar o atendimento, as pessoas, nao eh assim nao que se
atende ao paciente e aos familiares.
Pouca vergonha isso eh de arrepiar.
 
Zeline de Oliveira Bernardo em 07/11/2011 07:25:19
E ai,vai precisar acontecer mais quantas vezes?esperar vinte quatro horas por atendimento nao é demais?Gozado que isso nao acontece com filho de politico,com o proprio politico,Politico ladrão,corrupto,e o povo?cemiterio pro povo e para a saude em Campo Gramde e no Brasil.Continuem a votar.
 
Nilda Lewisn em 07/11/2011 06:52:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions