A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

31/01/2013 10:57

Jovem que matou homem dentro de carro no Nova Lima se apresenta à Polícia

Paula Maciulevicius
Eduardo ainda dirigiu por cinco quadras até que não resistiu ao ferimento e morreu. O carro acabou batendo na parede de uma casa. (Foto: Rodrigo Pazinato)Eduardo ainda dirigiu por cinco quadras até que não resistiu ao ferimento e morreu. O carro acabou batendo na parede de uma casa. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O autor do disparo que matou Eduardo Batista Mendes Filho, 36 anos, na madrugada do último dia 20, no bairro Nova Lima, se apresentou à Polícia sustentando que o tiro foi dado para intimidar a vítima, que estava batendo na esposa.

Erton Vidal Portilho Paiva, 22 anos, foi acompanhado do advogado até a 2ª Delegacia de Polícia de Campo Grande na última terça-feira. Para a Polícia, o jovem contou que passava a pé pela rua quando viu Eduardo discutindo com a esposa e agredindo a mulher na frente dos filhos.

Ele disse que para intervir e o casal parar de brigar, se aproximou, mas Eduardo partiu para cima dele. Quando a vítima voltou para o carro e já estava em movimento, Erton sacou um revólver e disparou.

O tiro, segundo ele, não era para matar, mas o disparo atingiu a nuca da vítima. Segundo a perícia, foi dado apenas um tiro que entrou pelo vidro esquerdo da parte de trás do carro e passou entre o banco e a cabeceira.

Eduardo ainda dirigiu por cinco quadras até que não resistiu ao ferimento e morreu. O carro acabou batendo na parede de uma casa, no cruzamento das ruas Filomena Cáceres com a Júlio Baís.

Depois do disparo, Erton escondeu o revólver em uma casa abandonada e fugiu. Ele não era conhecido de Eduardo nem da esposa da vítima. O autor segue em liberdade até a conclusão do inquérito.

Homem de 30 anos é esfaqueado em bairro e fica em estado grave
Bartolomeu Gomes de Araújo Barbosa, 30 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de faca no abdômen, na noite de ontem (13), na Rua Bo...
Após documento vazar, Sesau diz que hemogramas não foram suspensos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que os hemogramas continuam sendo feitos na rede pública de saúde de Campo Grande. A informação inici...


Que justiça de merda, até quando a nossa lei continuara a dar brechas para este tipo de violência, com coisa que não é normal casal brigar ou discutir na frente de filhos, é que este vagabundo não é casado porque se fosse ja teria matado a mulher, agora ta solto e provavelmente armado novamente, que lei de bosta.
 
anderson lima em 31/01/2013 11:14:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions