ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  09    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Juiz quer fazer dentro de um mês novo julgamento de Nando

Sessão realizada nesta sexta-feira (23) foi cancelada depois de problemas com o réu e o promotor

Por Marta Ferreira | 23/08/2019 16:13
Depois de bater a cabeça na parede, Nando deixa o Fórum e é levado para posto de saúde. (Foto: Henrique Kawaminami)
Depois de bater a cabeça na parede, Nando deixa o Fórum e é levado para posto de saúde. (Foto: Henrique Kawaminami)

Dentro de um mês. É o prazo estimado pelo juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, em Campo Grande, para realização de novo julgamento do serial killer Luiz Alves Martins Filho, 54 anos, o Nando, pelo assassinato de Eduardo Dias Filho, de 15 anos. Nesta sexta-feira, depois de seis horas de sessão, o júri foi cancelado após desmaio do promotor responsável pela acusação, Douglas Oldegardo Cavalheiro dos Santos, 44 anos.

Antes disso, o réu já havia sido levado para o posto de saúde do Tiradentes depois de, bastante exaltado, ser retirado da sala e levado para outro local, onde bateu com a cabeça na parede por três vezes. Nando já foi levado para o presídio onde cumpre pena, o Instituto Penal de Campo Grande.

Ao Campo Grande News, o magistrado disse que apesar de o representante do MP ter pedido para continuar o julgamento, pois a última fase há havia sido encerrada, achou prudente cancelar tudo, “em respeito à saúde do promotor”. De acordo com ele, também havia o temor de que o clima pesado que se instalou na sessão de julgamento influenciasse o júri.

Isso poderia, inclusive, ser usado como argumento em recursos posteriores contra o resultado. Esse seria o 10º júri de Nando, acusado de manter um cemitério clandestino no bairro Danúbio Azul, onde enterrava vítimas de seus assassinatos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário