A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

18/04/2016 19:34

Juízes promotores e delegados discutem leilão antecipado de bens

Nyelder Rodrigues

O leilão antecipados de bens apreendidos e que superlotam os espaços nas delegacias de Polícia Civil foi tema de reunião entre juízes, promotores e delegados em Campo Grande. Dois leilões já foram realizados e outros dois devem acontecer em maio.

Desde o primeiro encontro, realizado em agosto do ano passado, os avanços já apontam a oficialização da realização antecipada de leilão, por meio de portaria editada em novembro de 2015, que possibilitou a realização destes leilões como forma de solucionar o impasse da aglomeração de veículos, sucatas e diversos bens apreendidos que inviabilizam o trabalho nas delegacias.

Entre os caminhos de avanços apontados, de modo a facilitar a alienação antecipada de bens, a promotora Luciana Moreira Schenk destacou a necessidade de se buscar uma padronização dos trabalhos.

Com a realização dos leilões antecipados, os valores dos bens leiloados são depositados numa conta judicial para fins de ressarcimento dos interessados.

O fundamental neste processo é criar uma dinâmica na qual as delegacias não se transformem em grandes depósitos de bens, fugindo de suas reais funções, prejudicando o ambiente de trabalho e seus profissionais que sofrem com falta de locais adequados para a armazenagem correta de todos estes materiais.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions