A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Junho de 2018

13/05/2011 15:09

Condenado a 15 anos de prisão rapaz que matou em briga de trânsito

Nadyenka Castro

Mães dos envolvidos saíram emocionadas do julgamento

Júri não acatou alegações da defesa e condenou Antônio Ricardo. (Foto: Francisco Júnior)Júri não acatou alegações da defesa e condenou Antônio Ricardo. (Foto: Francisco Júnior)

Em julgamento realizado nesta sexta-feira, Antônio Ricardo de Oliveira Ferreira, 21 anos, foi condenado a 15 anos de prisão em regime fechado pela morte Luiz Carlos de Oliveira Santos, 29 anos, ocorrida em dezembro de 2009, em Campo Grande.

Familiares dos dois envolvidos acompanharam a sessão e saíram emocionados. Para a mãe da vítima, a condenação representa justiça. “”Não vai trazer meu filho de volta, mas mostra que houve justiça”, declarou a empregada doméstica Elenir Pinto de Oliveira, 49 anos.

Ela acompanhou o julgamento ao lado das duas filhas e se abraçaram ao final. A mãe de Antônio Ricardo também assistiu à sessão junto com os filhos. Em lágrimas e nos braços de um deles só conseguiu dizer: “Eu acho que foi uma injustiça”. Ela não se identificou.

Antônio Ricardo confessou que atirou em Luiz Carlos, mas alegou legítima defesa. As alegações dele não convenceram aos jurados que o condenaram conforme acusação do Ministério Público Estadual: por motivo fútil e por recurso que dificultou a defesa da vítima.

Na sentença, o juiz presidente do júri Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, ressaltou que o autor desferiu três tiros na vítima, sendo dois “em região letal, no coração. “...fato que demonstra dolo intenso e nítida intenção de matar a vítima”.

A pena base é de 16 anos, mas devido a confissão, foi reduzida a 15. Ele já estava preso antes do julgamento e assim irá permanecer, sendo que novo mandado foi expedido.

Sobre efeito de drogas homem incendia residência e foge no São Conrado
Homem, de 26 anos, fugiu depois de incendiar uma residência da Rua Hamilton Veran, no Jardim São Conrado em Campo Grande. Ele é usuário de drogas e m...
Acusado de tentar matar após cobrança de dívida de R$ 20 vai a júri amanhã
A 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande analisa a partir das 8h desta quinta-feira denúncia contra o entregador Fernando Teixeira, 32, suspeito...


Vamos lembrar aqui o caso de: Larissa, a estudante da av. afonso pena, aquele filho de policial, se chegará a esse tipo de julgamento, verificaram como esse julgamento foi rápido? é que esse pessoal é plebeu e não faz parte da elite creio que foi por isso. Tudo isso é pra dar satisfação ao povo.
 
Felipe Salinas em 15/05/2011 08:57:36
Estou concordando com o Gustavo: está faltando gentileza, educação. Eu me lembro muito de uma frase que se ensinava na escola: O SEU direito acaba quando começa o MEU. E vice-versa.
Lamentavelmente o outro rapaz morreu, mas acho que em casos onde não há morte, devem OS DOIS irem para a cadeia. Um pra aprender a não brigar e o outro a não revidar.
 
Luis Pedro Oliveira em 14/05/2011 07:41:22
este tipo de crime não ocorreria se este cidadão não estivessem armado, dai a importancia de se aprovar a lei do desarmento. o argumento d q o cidadão de bem necessita andar armado, para se defende é uma grande balela,diante um bandido não sabera se defender.
 
ANTONIO CARLOS em 13/05/2011 10:42:15
Logo logo ele vai ser solto. Isso é só para dar satisfação a sociedade.
 
JOSÉ PEREIRA FILHO em 13/05/2011 09:52:49
Concordo plenamente com as palavras do Gustavo Cesar, "LÁ SE VAI UM BRABÃO".
A falta de paciência não leva a lugar nenhum. Pessoa como esse Antonio Ricardo, é na cadeia, lá que tem que ficar as pessoas bravas, sem paciência, sem educação, idiotas,
ignorantes e irresponsáveis.
Parabéns pra Justiça que cumpriu com seu dever, e parabéns aos jurados pela coragem.
 
Adenilson José Rebeque em 13/05/2011 09:11:11
Bem feito mesmo, pessoas sem o mínimo de educação, bravo e etc..tem que ficar é preso mesmo, o mundo precisa urgente de pessoas com uma boa educação, e não como este aí...bem feiro memso...bem merecido.
 
Marcos Rogério em 13/05/2011 08:42:13
Esperamos que o caso Brunao tenha o mesmo fim,que a sociedade espera por justica!Efim ainda nao esquecemos que o ceu cristhiano luna continua solto!gozanda das brechas que a nossa justica tem.Ate o jugamento cristhiano!
 
junior celso gomes vieira em 13/05/2011 07:26:35
Bem feito, lugar de brabão é enjaulado, vai tirar uma vida por causa de um sterss, uma fúria transitória no trânsito, algo que alguem de bom senso, para ,repensa, respira por 10 segundos e pede desculpa, mesmo estando certo e o outro condutor errado, essas pequenas gentilezas e atos de civilidade, poderiam ter evitado e evitarem muitas tragédias e sofrimento dos familiares, por que a pessoa se vai, mas ficam os filhos, mãe, esposa, pai....
 
Gustavo Cesar em 13/05/2011 03:47:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions