A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

13/05/2011 15:09

Condenado a 15 anos de prisão rapaz que matou em briga de trânsito

Nadyenka Castro

Mães dos envolvidos saíram emocionadas do julgamento

Júri não acatou alegações da defesa e condenou Antônio Ricardo. (Foto: Francisco Júnior)Júri não acatou alegações da defesa e condenou Antônio Ricardo. (Foto: Francisco Júnior)

Em julgamento realizado nesta sexta-feira, Antônio Ricardo de Oliveira Ferreira, 21 anos, foi condenado a 15 anos de prisão em regime fechado pela morte Luiz Carlos de Oliveira Santos, 29 anos, ocorrida em dezembro de 2009, em Campo Grande.

Familiares dos dois envolvidos acompanharam a sessão e saíram emocionados. Para a mãe da vítima, a condenação representa justiça. “”Não vai trazer meu filho de volta, mas mostra que houve justiça”, declarou a empregada doméstica Elenir Pinto de Oliveira, 49 anos.

Ela acompanhou o julgamento ao lado das duas filhas e se abraçaram ao final. A mãe de Antônio Ricardo também assistiu à sessão junto com os filhos. Em lágrimas e nos braços de um deles só conseguiu dizer: “Eu acho que foi uma injustiça”. Ela não se identificou.

Antônio Ricardo confessou que atirou em Luiz Carlos, mas alegou legítima defesa. As alegações dele não convenceram aos jurados que o condenaram conforme acusação do Ministério Público Estadual: por motivo fútil e por recurso que dificultou a defesa da vítima.

Na sentença, o juiz presidente do júri Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, ressaltou que o autor desferiu três tiros na vítima, sendo dois “em região letal, no coração. “...fato que demonstra dolo intenso e nítida intenção de matar a vítima”.

A pena base é de 16 anos, mas devido a confissão, foi reduzida a 15. Ele já estava preso antes do julgamento e assim irá permanecer, sendo que novo mandado foi expedido.

Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Vamos lembrar aqui o caso de: Larissa, a estudante da av. afonso pena, aquele filho de policial, se chegará a esse tipo de julgamento, verificaram como esse julgamento foi rápido? é que esse pessoal é plebeu e não faz parte da elite creio que foi por isso. Tudo isso é pra dar satisfação ao povo.
 
Felipe Salinas em 15/05/2011 08:57:36
Estou concordando com o Gustavo: está faltando gentileza, educação. Eu me lembro muito de uma frase que se ensinava na escola: O SEU direito acaba quando começa o MEU. E vice-versa.
Lamentavelmente o outro rapaz morreu, mas acho que em casos onde não há morte, devem OS DOIS irem para a cadeia. Um pra aprender a não brigar e o outro a não revidar.
 
Luis Pedro Oliveira em 14/05/2011 07:41:22
este tipo de crime não ocorreria se este cidadão não estivessem armado, dai a importancia de se aprovar a lei do desarmento. o argumento d q o cidadão de bem necessita andar armado, para se defende é uma grande balela,diante um bandido não sabera se defender.
 
ANTONIO CARLOS em 13/05/2011 10:42:15
Logo logo ele vai ser solto. Isso é só para dar satisfação a sociedade.
 
JOSÉ PEREIRA FILHO em 13/05/2011 09:52:49
Concordo plenamente com as palavras do Gustavo Cesar, "LÁ SE VAI UM BRABÃO".
A falta de paciência não leva a lugar nenhum. Pessoa como esse Antonio Ricardo, é na cadeia, lá que tem que ficar as pessoas bravas, sem paciência, sem educação, idiotas,
ignorantes e irresponsáveis.
Parabéns pra Justiça que cumpriu com seu dever, e parabéns aos jurados pela coragem.
 
Adenilson José Rebeque em 13/05/2011 09:11:11
Bem feito mesmo, pessoas sem o mínimo de educação, bravo e etc..tem que ficar é preso mesmo, o mundo precisa urgente de pessoas com uma boa educação, e não como este aí...bem feiro memso...bem merecido.
 
Marcos Rogério em 13/05/2011 08:42:13
Esperamos que o caso Brunao tenha o mesmo fim,que a sociedade espera por justica!Efim ainda nao esquecemos que o ceu cristhiano luna continua solto!gozanda das brechas que a nossa justica tem.Ate o jugamento cristhiano!
 
junior celso gomes vieira em 13/05/2011 07:26:35
Bem feito, lugar de brabão é enjaulado, vai tirar uma vida por causa de um sterss, uma fúria transitória no trânsito, algo que alguem de bom senso, para ,repensa, respira por 10 segundos e pede desculpa, mesmo estando certo e o outro condutor errado, essas pequenas gentilezas e atos de civilidade, poderiam ter evitado e evitarem muitas tragédias e sofrimento dos familiares, por que a pessoa se vai, mas ficam os filhos, mãe, esposa, pai....
 
Gustavo Cesar em 13/05/2011 03:47:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions