A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

11/06/2013 18:13

Justiça derruba direito de Adalberto Siufi voltar ao Hospital do Câncer

Nadyenka Castro
Adalberto Siufi voltaria a trabalhar no Hospital do Câncer amanhã. (Foto: Marcos Ermínio)Adalberto Siufi voltaria a trabalhar no Hospital do Câncer amanhã. (Foto: Marcos Ermínio)

O médico Adalberto Siufi foi novamente afastado do Hospital do Câncer de Campo Grande. A decisão é do juiz Geraldo de Almeida Santiago, em substituição na 4ª Vara Cível, que também extinguiu o processo sem julgamento do mérito.

O oncologista foi afastado do corpo clínico do hospital por determinação do Conselho Curador no início de maio, dois meses após ter deixado a direção da unidade de saúde. Ambas saídas foram por denúncias de irregularidades.

Adalberto recorreu à Justiça para voltar a atuar como médico no hospital, alegando que o afastamento foi irregular,porque afrontava o ordenamento jurídico e o regimento interno da Fundação Carmem Prudente, mantenedora do hospital, e regimento do próprio HC.

A defesa dele disse que Adalberto Siufi foi afastado em reunião extraordinária no dia 7 de maio, o que contraria o regimento, que aponta que qualquer membro do corpo clínico suspeito de infração tem de passar por sindicância de 30 dias antes de qualquer medida.

O médico conseguiu liminar e voltaria a trabalhar nesta quarta-feira. No entanto, o hospital apresentou documentos que mostram que não houve irregularidades no afastamento e o juiz Geraldo de Almeida revogou a medida e extinguiu o processo.

Irregularidades - Em março, o MPE (Ministério Público Estadual) levou à Justiça informações sobre suspeitas de irregularidades no local e pedir afastamento da direção que era composta por Adalberto Abrão Siufi (diretor-geral), Blener Zan (diretor-presidente) e Wagner Miranda (diretor-financeiro).

O Conselho Curador afastou provisoriamente a direção, depois a Justiça também deu a mesma determinação e mandou fazer assembleia para eleição dos novos nomes.

A nova direção é composta por Carlos Coimbra como diretor-presidente. Jeferson Baggio Cavalcante é diretor-geral e Sueli Nogueira Telles a diretora-financeira. A nova diretoria fica até 2015.
O MPF (Ministério Público Federal) e a PF (Polícia Federal) também apuram irregularidades no hospital. Policiais cumpriram mandadas de busca no local, na casa de Adalberto e na clínica Neorad, que pertence ao médico.

Conforme a denúncias, Siufi fez manobra para manter contrato com a empresa Neorad, do qual é proprietário, e rendia, em média, R$ 3,1 milhões por ano. Pressionado pelo Conselho Curador, o contrato com a Saffar & Siufi Ltda (nome oficial da Neorad), que perdurava desde 2004, foi rescindido em agosto do ano passado.

Contudo, em março deste ano, sete meses depois, o Ministério Público recebeu a informação de que a sucessora no contrato foi a Siufi & Saffar Ltda. Apesar dos nomes invertidos, as empresas tem o mesmo quadro societário. O detalhe é que o contrato previa o pagamento do valor estipulado pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mais acréscimo de 70%.

Uma força-tarefa, composta por técnicos do Ministério da Saúde, Governo do Estado e Prefeitura de Campo Grande está analisando a situação do hospital. Um dos pontos é a administração de medicamentos aos pacientes internados. Adalberto Siufi foi afastado também da área médica do hospital.

Finanças - Relatório apresentado pela direção mostra que entre os dias 21 de março e 30 de abril as despesas chegaram a R$ 2.029.838,93, enquanto as receitas foram de R$ 1.467.816,30. Só não houve prejuízo porque havia em conta R$ 665.224,15 e o saldo ficou em R$ 103.201,30.



Caramba!!!essa istoria da moça com o pai mal
E o Dr. pedindo plano de Saude!!
Se aquele hospital era uma Sociedade mantida pelo povo
com doações e de uma manutenção do Carmem Prudente
que sujeito Peroba!!...manda dar uma busca nos bens dele
esse era o certo!!Tem gente grossa enrrolada nessa istoria
sem falar na Sta. Casa..
 
João Vicente H. de Amorim em 12/06/2013 14:24:47
A nossa sociedade, necessita de profissionais capaz de visualizar a pessoa, o ser humano...e está pessoa por todas as evidencias, não sabe o que é ser um profissional...em que estudou uma coisa chama "código de ética", e ainda cade o CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA, não existe??? Vamos pessoal...não devemos deixar isto acabar em pizza...
 
Josiane Bezerra em 12/06/2013 11:50:08
Dias atrás, recebi um e-mail sobre "piadas médicas" e vi uma que se encaixava perfeitamente no perfil desse médico - Adalberto Siufi. É assim: "um médico diz ao enfermeiro: "esse senhor precisa ser operado imediatamente...o enfermeiro indaga: "ele está muito mal doutor? O que ele tem?" - o médico responde: "dinheiro"!!
 
Jeanne Couto em 12/06/2013 10:27:45
No lugar desse cara, teria vergonha de voltar a trabalhar no HC. Mas, como realmente não têm vergonha na cara e só pensa em $$$$... com certeza, deve estar louco para retornar a mina de ouro.
Que Deus, livre as pessoas desse câncer maligno, que esta espalhado nos poderes do MS.
 
Neyde de Oliveira em 12/06/2013 10:09:44
Que Deus me ajude a não depender desse médico. Nem que fosse o ultimo no mundo eu gostaria de ser consultada por ele. Safado, sem vergonha, deveria ficar em casa cuidando da sua família, que, pelo que me consta, tem também um pézinho na bandidagem.
 
Jéssica Santos em 12/06/2013 09:32:54
Marli, só receber não basta... tem que devolver o que conseguiu com a "cosa nostra" e ser declarado persona não grata no seio da comunidade, juntamente com seus parceiros e "family".
 
Antonio Camilo em 12/06/2013 09:23:29
Extirpem este cancer
 
Gilson de Almeida em 12/06/2013 07:57:04
Esse são os nossos brasileiros que nos dão orgulho, usando pessoas doentes para lucrar em cima e ainda recorrem. Espero que Deus tenha misericórdia de uma pessoa dessa.
 
luiz gustavo gandolfo em 12/06/2013 07:48:33
A ação da justiça pode ser legal, mas é imoral.
Alguem morreu pela ação desse senhor.....
Temos que punir tambem todods os seu amigos politicos que o protege.
 
jose oliveira em 12/06/2013 07:48:07
Se esse médico fosse um enfermeira de classe média a baixo, não estaria mais nem atuando na função. É uma vergonha ver tanta proteção porque faz parte de um grupo.
 
luiz alves em 12/06/2013 07:35:06
Um verdadeiro câncer pra sociedade....Espero que seja punido/preso por seus atos.
 
Jusevaldo Pereira em 12/06/2013 00:01:31
TUDO ISSO VAI TERMINAR EM PIZZAS!!!!!
 
otavio moreira em 11/06/2013 22:13:51
Cuidado para este cidadão não se iraizar, afinal de contas o cancer é terrível.
 
jorge ferreira em 11/06/2013 21:31:55
Deus tarda mas não falta, porque esse cidadão está recebendo o que ele merece, porque a 11 anos, eu estava com meu pai muito mal, procuramos ajuda ao hospital do câncer, la nos deparamos com esse sr. Que me perguntou o que a senhora esta fazendo aqui com este velho, ele esta doente? ele tem plano de saúde? respondi não, então vão embora procurar outro lugar aqui não. Tudo isso que esta acontecendo com ele é porque ele merece e DEUS sabe todas as coisas, eu acho que ele nunca mais deve exercer a função de médico e tem que pagar pelos seus erros e falta de humildade.
 
marly pereira de araujo em 11/06/2013 20:22:37
Por isso que tem que estar preso.
Se isso não ocorre o "suspeito" mexe os pauzinhos e reverte a situação dele.
E se bobear ele vira vitima. Duvida?
 
Elviria Santos Ferreira em 11/06/2013 20:11:32
Rapá! Que turminha cara de peroba!
 
Valter Oliveira em 11/06/2013 18:40:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions