A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/10/2012 10:58

Justiça Federal manda que Hospital Universitário reative a radioterapia

Aline dos Santos
HU terá que aceitar recursos do Ministério da Saúde (Foto: João Garrigó/Arquivo) HU terá que aceitar recursos do Ministério da Saúde (Foto: João Garrigó/Arquivo)

Liminar da Justiça Federal manda que a direção do HU (Hospital Universitário) de Campo Grande receba os equipamentos de radioterapia. A decisão é do juiz federal Ronaldo José da Silva. O magistrado determinou multa diária de R$ 3 mil em caso de descumprimento.

Para o juiz, “não podem as autoridades responsáveis pelo tratamento destes pacientes regredir nos avanços já concretizados”.  A ação civil pública tramita na 1ª Vara Federal de Campo Grande.

O MPF (Ministério Público Federal) ingressou, no início do mês, com ação para obrigar o HU a aceitar recursos federais e reativar o serviço de oncologia, que está terceirizado para clínica Neo Rad. O hospital está em primeiro lugar na lista de prioridades para repasse dos recursos.  De acordo com a denúncia, há quatro anos o HU, que pertence à UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), não oferece tratamento contra o câncer.

Investigação do MPF constatou que o médico Adalberto Abrão Siufi, sócio-proprietário da clínica particular, é também chefe do serviço de oncologia do HU, supervisor do Programa de Residência Médica em Cancerologia Cirúrgica da UFMS, participa ativamente da direção do Hospital do Câncer e era, até pouco tempo, responsável técnico pelo setor de cirurgia oncológica da Santa Casa.

O Plano de Expansão da Radioterapia no SUS (Sistema Único de Saúde) foi lançado em maio deste ano pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de articular projetos de ampliação e qualificação de hospitais habilitados em oncologia em todo o país. O plano prevê investimento de R$ 505 milhões em 80 hospitais, cinco deles em Mato Grosso do Sul. No Estado, somente o HU e a Santa Casa de Campo Grande rejeitaram a oferta.



Parabéns à Justiça Federal pela decisão
 
jose Alfredo de Melo em 30/10/2012 15:00:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions