A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

26/04/2011 15:02

Justiça ouve na próxima semana testemunhas de morte de segurança

Nadyenka Castro

Audiência é de acusação

Após depoimento à Polícia, Cristhiano saiu com o rosto coberto pela camiseta. (Foto: João Garrigó)Após depoimento à Polícia, Cristhiano saiu com o rosto coberto pela camiseta. (Foto: João Garrigó)

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, ouve na próxima semana as testemunhas de acusação sobre a morte do segurança Jefferson Bruno Escobar, 23 anos, ocorrida na madrugada do dia 19 de março, em Campo Grande.

A audiência está marcada para o dia 5 de maio, quinta-feira, a partir das 13h30min. A previsão é que sejam ouvidas 17 pessoas.

O segurança foi morto pelo bacharel em Direito Cristhiano Luna de Almeida, 23 anos. O autor se envolveu em confusão na casa noturna onde Jefferson trabalhava e foi retirado à força do local.

Na calçada do estabelecimento agrediu Jefferson, que morreu antes da chegada do socorro. Cristhiano foi preso logo depois e continua na cadeia. Ele teve a liberdade negada pela Justiça em primeiro e segundo grau.

O rapaz foi indiciado inicialmente por lesão corporal seguida de morte, no entanto, no decorrer das investigações, a Polícia Civil verificou que ele agiu com intenção de matar Jefferson e o indiciou por homicídio doloso.

O MPE (Ministério Público Estadual) também teve o mesmo entendimento e denunciou Cristhiano à Justiça. Em depoimento à Polícia Civil, o autor chorou e disse que não tinha intenção de matar Jefferson.

Familiares e amigos do segurança fazem manifestações constantes contra a violência.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions