A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Abril de 2019

24/01/2019 11:51

Justiça recebe denúncia e Bernal vira réu por “pedalada” milionária

Três anos depois do fim do turbulento mandato do progressista, processo começou a tramitar na Justiça

Anahi Zurutuza
Alcides Bernal em entrevista ao Campo Grande News (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Alcides Bernal em entrevista ao Campo Grande News (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

Três anos depois do fim do turbulento mandato, o ex-prefeito cassado Alcides Bernal (PP), virou réu em ação que o acusa de praticar “pedalada fiscal”. O juiz Marcel Henry Batista de Arruda, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, também aceitou denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) contra o então secretário de Planejamento, Disney de Souza Fernandes.

O MPMS acusa o ex-prefeito de ter suplementado – remanejado recursos dentro da própria administração municipal – R$ 175 milhões sem autorização da Câmara de Campo Grande.

As aberturas de crédito suplementar que somaram o montante foram em 2015. Naquele ano, Bernal teve aval dos vereadores para remanejar ao menos R$ 70 milhões de uma secretaria para a outra.

O ex-prefeito, que advoga para ele mesmo, afirma que a medida tomada em 2015 “já foi devidamente esclarecida”. “Nós vamos apresentar à Justiça tudo que for necessário para esclarecer os fatos, que não houve nenhuma ilegalidade. Minha confiança na Justiça é total”, disse ao Campo Grande News.

Bernal pediu para deixar claro que “o recebimento da denúncia, não significa culpa”. “Serão ouvidas testemunhas, solicitados documentos, agora que vai começar a tramitação deste processo. Mas tudo o que eu fiz foi dentro que a lei determina e a verdade será esclarecida”.

Em 2015, o índice de suplementação, aprovado no ano anterior pela Câmara, era de 5% do valor total do orçamento do município, à época de R$ 3,5 bilhões.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions