A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/05/2014 22:27

Laboratório vai pagar R$ 20 mil por erro que apontou câncer em mulher

Alan Diógenes

A Justiça de Mato Grosso do Sul determinou que o Laboratório de Anatomia Patológica e Citologia de Campo Grande Ltda pague R$20 mil a paciente Suzana da Silva Rozendo, pelo falso diagnóstico de câncer. O decisão foi do juiz titular da 12ª Vara Cível de Campo Grande, Wagner Mansur Saad.

De acordo com Suzana, no ano de 2008 ela realizou uma consulta de rotina e colheu material para a realização do exame “papanicolau”, que foi realizado pelo laboratório. Na consulta de retorno, ela foi surpreendida com a reação da médica ao conferir o resultado do seu exame, que não teve o menor cuidado ao lhe informar sobre um diagnóstico de câncer, sugerindo a realização de uma biópsia.

Ao solicitar a análise, o laboratório admitiu o equívoco e substituiu o primeiro exame por outro com o laudo correto. De posse dos exames e análise dos laudos laboratoriais, o novo profissional procurado por Suzana realizou uma simples cauterização que pôs fim ao problema.

Desta forma, a paciente alega que o laudo emitido pelo laboratório e a atitude da médica lhe causaram grande transtorno psicológico com o quadro de depressão, além de prejuízos materiais correspondentes aos procedimentos médicos que foi submetida.

O magistrado afastou a médica como autoria da ação após análise de que sua conduta não foi imprudente ou negligente, mantendo apenas o laboratório como causador da situação.

Justiça determina que universidade contrate intérprete de libras
O Tribunal de Justiça de Mato grosso do sul determinou que a universidade Anhanguera Educacional disponibilize, no prazo de 10 dias, um intérprete co...
Justiça determina que crianças com 4 anos incompletos entrem na pré-escola
O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul acatou a ação do Sinepe (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino) contra o município de Campo Grande, qu...
Justiça determina que Estado, União e prefeitura garantam vagas em UTIs
A 10ª Promotoria de Justiça de Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, determinou que Estado, União e a prefeitura do município, garanta leitos ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions