ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 17º

Capital

Ladrões furtam cabos e deixam hospital com 105 leitos do SUS sem água

Foram furtados aproximadamente 250 metros de cabos, que ligavam a bomba de água do poço artesiano

Por Viviane Oliveira | 26/03/2020 07:58
Fios de cobre furtados da bomba de água do poço artesiano que abaste o hospital (Foto: Direto das Ruas)
Fios de cobre furtados da bomba de água do poço artesiano que abaste o hospital (Foto: Direto das Ruas)

Em busca de fios de cobre, ladrões furtaram os cabos de energia da bomba de água do poço artesiano que abastece o Hospital São Julião, no Jardim Colúmbia, na saída para Cuiabá, em Campo Grande. O crime aconteceu no fim da tarde de ontem (25) deixando sem água a unidade, que atende o SUS (Sistema Único de Saúde) com 105 leitos e está com 90% deles ocupados.

O hospital usa diariamente 250 mil litros de água para abastecer as 68 edificações onde funcionam centro cirúrgico, terapia ocupacional, leitos, cozinha, casa de funcionários, área rural com horta e animais.  Para suprir a falta de água, foram acionados caminhão pipa.

Conforme o diretor administrativo do hospital, Amilton Fernandes Alvarenga, o furto foi descoberto quando o reservatório sinalizou baixa de água. Foram furtados aproximadamente 250 metros de cabos unipolar de 50 mm (milímetros), que ligavam a bomba de água do poço artesiano até a casa de máquinas.

Amilton Fernandes explicou que o São Julião funciona como retaguarda do Hospital Regional, Santa Casa e Hospital Universitário - unidades que são referências no tratamento do novo coronavírus (Covid-19). "Na falta de leitos nesses hospitais, pacientes em tratamento que não estão infectados vem para cá. Estamos com pouquíssimos leitos, operando na linha da lotação máxima’, disse.

O poço fica a cerca de 500 metros do fundo da enfermaria, próximo ao Córrego Botas. A Polícia Militar foi acionada, mas nenhum suspeito foi localizado até o momento. A administração trabalha para conseguir restabelecer o serviço até o fim do dia. "É um prejuízo grande", lamentou o diretor.

Direto das Ruas - A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Porta foi quebrada durante a ação criminosa (Foto: Direto das Ruas)
Porta foi quebrada durante a ação criminosa (Foto: Direto das Ruas)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário