A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

14/08/2017 11:04

Ladrões usam maçarico para furtar caixa em central de atendimento

Unidade não tem câmeras de segurança nem alarme; Polícia ainda não tem o levantamento de quanto foi furtado

Yarima Mecchi e Rafael Ribeiro
Folha comunica que unidade está fechada. (Foto: Marcos Erminio)Folha comunica que unidade está fechada. (Foto: Marcos Erminio)

Um caixa eletrônico que fica no posto de atendimento ao cidadão do Governo do Estado foi furtado neste fim de semana, no Coronel Antonino - região norte de Campo Grande. Os bandidos usaram um maçarico para abrir a lateral da unidade do Banco do Brasil que fica no Posto de Identificação Fácil do bairro.

De acordo com o delegado Fábio Peró, do Garras (Delegacia Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), ainda não é possível afirmar que horas o furto ocorreu. "O terminal parou de funcionar por entre 23h30 de sexta-feira (11) e 00h de sábado (12), mas hoje que notaram o furto. Abriram a lateral do caixa", disse Peró.

A unidade não possui câmeras de segurança e também não tem alarme. A polícia disse que uma perícia foi feita no local na manhã desta segunda-feira (14) para chegar aos possíveis autores do furto.

"A perícia de papiloscopista foi feita no local. Vamos apurar o valor que foi furtado porque estamos esperando uma equipe do Banco do Brasil para arrombar o caixa. O sistema da máquina permanece desligado", relatou Fábio Peró.

Sacos de lixo ficaram no local. (Foto: Direto das Ruas)Sacos de lixo ficaram no local. (Foto: Direto das Ruas)

Fechado - A unidade de atendimento do cidadão está fechada para atendimento nesta segunda-feira. Funcionários do local e usuários dos serviços foram pegos se surpresa com as portas fechadas.

O aposentado Narciso Romeiro, de 78 anos, foi ao local para pagar contas de água e luz, mas voltou para a casa sem sucesso. "Não teve jeito, agora é andar atrás de uma lotérica, porque se não pagar eles cortam", lamentou.

Muito usado pelos moradores do entorno, cerca de 15 pessoas foram na unidade às 10h em busca de atendimento. Tentando negociar uma dívida o mecânico, Aparecido Odilon de Oliveira, de 58 anos, também foi prejudicado com o furto.

"A violência afeta todos nós, não tem jeito. Infelizmente sai prejudicado e vou ter que ver como vai ficar minha situação. Não sei outro lugar onde poderei resolver isso hoje rápido", destacou.


O Governo do Estado foi procurado para se manifestar sobre o caso, mas limitou dizer que a Polícia Civil já está investigando. O Banco do Brasil também foi procurado, mas até a publicação deste material não respondeu os questionamentos da reportagem.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions