ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  03    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Livre de máscara, atividade física faz parque “bombar” no domingo

Pessoas caminham, correm e andam de bicicleta próximas umas das outras sem o Equipamento de Proteção Individual

Por Liniker Ribeiro | 12/07/2020 11:53
Enquanto descansam em quiosques, pessoas ficam sentadas bem perto das outras, sem máscara (Foto: Marcos Maluf)
Enquanto descansam em quiosques, pessoas ficam sentadas bem perto das outras, sem máscara (Foto: Marcos Maluf)

A região dos altos da Avenida Afonso Pena, assim como trechos de ruas no Parque dos Poderes, voltou a registrar aglomeração de pessoas, na manhã deste domingo (12). Gente caminhando, correndo, andando de bicicleta e também descansando em quiosques e barracas de água de coco. E mesmo com grande quantidade de pessoas próximas umas das outras, em plena pandemia, nem todo mundo utiliza máscara.

Na Afonso Pena, como o trânsito segue liberado para veículos nas duas pistas, é pelo canteiro e nas calçadas em ambos os lados que as pessoas dividem espaço.

Família caminhando e andando de bicicleta em avenida do Parque dos Poderes (Foto: Marcos Maluf)
Família caminhando e andando de bicicleta em avenida do Parque dos Poderes (Foto: Marcos Maluf)

Já na parte de cima, na Avenida do Poeta, um dos lados da pista voltou a ser bloqueado para carros, sendo usado exclusivamente por quem tirou o dia para praticar atividades físicas. E, como decreto da Prefeitura de Campo Grande determina utilização de máscaras pelas ruas da Capital, mas não deixa obrigatório o uso para quem está se exercitando ao ar livre, boa parte das pessoas não fazem uso do EPI (Equipamento de Proteção Individual).

Entre as poucas pessoas protegidas, está o aposentado José da Silva, de 67 anos. Apesar de afirmar procurar manter distância de outras pessoas, ele defende o fato de frequentar o local estar proibido. “Cada um faz o que pensa. Eu me preparo e me protejo, tanto para não ser um elemento de transmissão, como para não ser infectado”, explica.

Em um dos quiosques da região, cadeiras na calçada ficaram lotadas de clientes, muitos deles não respeitando o distanciamento recomendado.

Isolamento – De acordo com levantamento divulgado pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Campo Grande segue entre as capitais com a pior taxa de isolamento social. Neste sábado (11), o índice registrado foi de 39,36%, o terceiro pior do país, atrás apenas de Palmas e São Luís.

Outro ponto do Parque dos Poderes com bastante circulação de pessoas, neste domingo (Foto: Marcos Maluf)
Outro ponto do Parque dos Poderes com bastante circulação de pessoas, neste domingo (Foto: Marcos Maluf)


Entre os bairros com os menores índices de isolamento, Portal da Lagoa, Núcleo Industrial, Jardim do Córrego, Jardim Columbia e José Abrão se destacam. Já as regiões onde o isolamento é respeitado um pouco mais são: Chácara Lageado, Cidade Jardim, Recantos das Palmeiras, Jardim Autonomista e Vivendas do Parque.