A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

23/06/2011 09:35

Mãe prendia filha deficiente em meio a sujeira, em quarto trancado com corrente

Angela Kempfer

Depois de denúncias anônimas, a Polícia Civil encontrou ontem em Campo Grande uma mulher em completo abandono, trancada em um quarto sem iluminação e cercada por fezes e urina.

Vizinhos acionaram o Conselho Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência que procurou a Polícia e juntos foram até a casa, por volta das 10h da manhã, na rua Abda Nasser, no bairro Nova Lima.

Os primeiros relatos eram de uma pessoa com necessidades especiais que sofria maus tratos. Ao chegarem, os policiais foram recebidos pela mãe da vítima, Maria Joana Xavier Pereira.

A filha de 38 anos tem, desde o nascimento, uma doença chamada Oligofrenia Profunda, que se caracteriza por graves defeitos neurológicos e físicos. As pessoas com o problema não se comunicam, muitas vezes são imóveis e não reconhecem pessoas.

A mãe admitiu que a filha recebe benefício do INSS, mas não tem qualquer acompanhamento médico.

Segundo a Polícia, o quarto onde a jovem estava tem uma área aproximada de nove metros quadrados, sem nenhum móvel ou iluminação elétrica e solar.

A janela estava fechada no momento da abordagem, assim como a porta de aproximadamente um metro e meio de altura, trancada com uma corrente por fora.

“Encontramos a vitima despida de roupas intimas, porem, coberta por um sobretudo”, relata o policial que atendeu a ocorrência.

No registro policial, ele também diz que havia “mau cheiro, apresentando resíduos de fezes e urina esparramados por toda extensão daquele compartimento”.

A mãe garantiu que limpava o local frequentemente e que aguardava providencias para encaminhamento da filha ate um hospital psiquiátrico.

Perícia foi feita no local e a mãe pode responder por cárcere privado e maus tratos.



É fácil criticar, o duro você esta lá vivenciando tudo isso.São 38 anos de convivencia entre mãe e filha, mas o que será que levou a mãe a tomar essa atitude,.Não é fácil lidar com pessoas normais, imagine com DM.Pode ser vários fatores que levaram essa mãe a tratar a filha dessa maneira, alguém chegou lá na casa dela, digo um assistente social
e trabalhou e ajudou ambas, porque nesse caso penso eu que nem sua mãe esta tendo um psicológico saudavel pra criar sua filha, vejamos os dois lados.Que estrutura tem essa mãe,ela trabalha?Será que trabalha?!Como trabalhar sendo que, sua filha não pode ficar sozinha,ou trabalha e deixa sua filha trancada sem cuidados durante o dia.Mas porque isso aconteçe pergunto eu?É uma pessoa que não tem ajuda de ninguém, não tem transporte pra levar sua filha ao médico, não deve ser fácil carregar sua filha dentro de um onibus com esses problemas, ela precisa de alguém para auxilia-lá
ao menos ajudar a levar ao médico.Mas pra tudo isso aconteçer, ela precisa da generosidade de amigos, isso se é se ela ter amigos,porque nessas horas mais dificieis ninguém apareçe para estender a mão, parentes então nem se fala, difícil uma só pessoa lidar sozinha com essa situação.Não defendo a mãe por esses mau tratos, mas com certeza se ela tivesse uma melhor condição seria totalmente diferente, alguém perguntou pra essa mãe qual sua renda mensal para ter todos os cuidados médicos que sua filha mereçe.Ou melhor alguém se ofereçeu a ajuda-lá, ninguém sabe o que se passa na cabeça dessa mãe, qtas noites ela já chorou, a sua preocupação.Isso acaba afetando o psicologico da pessoa.Espero que as duas tenham atendimento, pq não é só a filha q esta precisando de ajuda.Deixo aqui essa frase pra vcs refletirem:

"Criticar é fácil, e por esse motivo muita gente diz mal de tudo e mais alguma coisa, sem nunca pensar nas razões que estão por detrás daquilo que está a criticar."
 
Sandra Valéria Movio em 24/06/2011 12:48:42
oferecer ajuda ou tentar saber realmente da situaçao ninguem faz mas criticar todo mundo critica,imaginem viver cuidando de uma pessoa assim durante trinta e oito ANOS com certeza não é nada facil,porem não justifica os maus tratos,a minha pergunta é : será que esta mãe tambem não precisa de ajuda ?.
 
albina barbosa moraes em 24/06/2011 10:12:07
Porque será que acontece essas coisas? E o pai onde esta, a sociedade, os amigos, se esconderam todos. , mas sempre ouço: a mãe não soube educar e os outros cadê, cadê.Sempre sobra para as mães, será que essa mãe não está cansada, sem conforto algum. nesse momento são milhões passando por esse tormento.Tomara que ajudem ambas para que o ato de solidariedade seja praticado e não fique só na teoria.
 
Célia regina de Campos em 24/06/2011 10:11:51
Ter um filho especial é um presentede Deus, pois, além de ser filho ele é diferente de todos. Sei que os cuidados devem ser maiores e redobrados em relação aos filhos que nascem normais.
Agora uso as palavras de Antonio Mello, "é fácil criticar", achar um culpado. Será que a mãe teve acompanhamento médico, apoio social, o próprio INSS deveria de ter uma assistente social pra orientar a mãe e saber os locais que atenderiam a mãe. Temos várias instituições que atendem e prestam serviços médicos para pessoas especiais, basta procurar.
Mas é igual o comentário acima, é fácil criticar, mas ajudar ninguém se oferece. Vamos tirar as carapuças e ajudar o próximo em vez de achar um culpado, a mãe fez o melhor, as vezes isso é o que ela poderia oferecer no conhecimento que ela tem.
Sou professor de aluno especial, e antes de eu iniciar o trabalho com o aluno 5 professores formados foram vê-lo e não quiseram trabalhar com ele. Mas a mãe foi, lutou e conseguiu, por ter orientação de outras pessoas. E você que fez a denuncia, fez alguma coisa antes?
 
Sidinei Marcio em 24/06/2011 09:43:52
Todo mundo neste momento critica a mãe. Mas quem comentou criticando a mãe, com certeza não tem filho ou parente nesta situação. Criar filhos ''normais'' com uma pensão do INSS ja é dificil, imaginem agora com uma pessoa com cuidados especiais e ateção redobrada. Aposto que os próprios vizinhos que denuciaram os maus tratos a policia, nunca foram até esta mãe, que com certeza ja deve ser idosa, oferecer ajuda ou algum conforto.
Não estou defendendo a mãe, porque isso não justifica os maus tratos, mas estou colocando que é facil criticar sem saber como é ter uma pessoa assim em casa..
 
Antonio Mello em 24/06/2011 09:03:41
Espero sinceramente que esta mãe monstro pague por esta crueldade!!!!! Mas se não for na lei dos homens com toda certeza sofrerá na lei divina !!!!
 
Tatiane M. de Oliveira em 24/06/2011 08:46:22
É um absurdo!
Como uma mãe tem a coragem de fazer isso!
Para mim isso não é uma mãe e sim um "ANIMAL" em forma de gente!
A justiça de Deus, sempre é feita!
 
Suellenn Abrão em 24/06/2011 08:19:32
Incrível! que ainda nos dias de hoje acontece esse tipo de desumanidade.
Quem precisa de tratamento são as duas, mãe e filha!
Ás vezes acho que os especiais que são certos, os normais dão muito medo!
 
Adriana de Lima Gonçalves em 24/06/2011 07:41:05
Cada vez mais passamos a desacreditar do ser humano em geral, uma mae fazer isso com uma filha, se ela faz isso com a propria filha o que diras com um estranho...É o final dos tempos.
 
JULIO CESAR MONTREOZOL em 24/06/2011 05:32:57
como pode uma mãe fazer isso com a própria filha. mesmo ela tendo problema não deve ser tratada como um bicho, esta mãe nem deveria ser mãe...
 
daniela ritter em 23/06/2011 10:38:58
Não é só a filha que precisa de ajuda, a mãe também. A senhora, com certeza deve cuidar sozinha dessa filha, provavelmente com poucos recursos. O benefício do INSS deve ser a única ajuda financeira que possui para sobreviver e tratar a filha. Tomara que tudo se resolva e que ambas possam ficar bem.
 
Joanne Pereira em 23/06/2011 09:06:37
tenho um irmao de 48a. deficiente fisico e mental ele e nosso anjinho da casa que nos foi mandado por deus ,meu papai do céu como tem pessoas que maltratam nesses anjinhos .PAI TENHA MISERICORDIA DESSA MAE.
 
miguel medeiros em 23/06/2011 08:53:13
Sra. Daniela Ritter,

"mesmo ela tendo problema" ???!!! Infeliz o seu comentário; é deficiência, e deficiência não é problema!!!!!
Com relação à noticia, lamentável, podemos considerar uma pessoa dessa como "mãe"?
Fica a pergunta.
 
Rafael Ortiz em 23/06/2011 07:19:58
Mãe!!!Será que um ser tão mesquinho e desumano pode ser chamado de mãe? Mãe que é mãe acolhe da amor carinho da a vida se preciso for para ver seu filho feliz realizado sem ao menos precisar pisar ou prejudicar outra pessoa!!! Ainda mais um ser tão especial que não pode se quer se defender!! dona Maria Joana o que a sra espera do seu futuro ? DEUS tenha missericordia de ti!!!
 
silvane t de oliveira em 23/06/2011 07:10:38
isso é um animal?
 
carlos souza em 23/06/2011 06:40:35
tem punir esta mae q tipo de mae esta??? que ser humano é este ,,, isso absurdo mesmo, alem da moca ja ter problema ela obriga a ficar trancada porque nao passou pra alguem cuidar com carinho , garanto q a pensao ela recebe todo mes ,,,
 
rosilene Leonel em 23/06/2011 06:34:39
Nem bicho deve ser tratado assim!! tomara que a justiça interceda de verdade neste caso!
 
evelyn godoy em 23/06/2011 05:14:39
Dar uma opinião sem saber da história da vida da família e sumariamente condenar a mãe , é muito fácil ,própria das pessoas que não usam um pouco de reflexão , vejamos a liberdade mesmo ao filhos ditos normais menores ou maires , já é um caso de policia ,todos sabem porque , quanto aos ditos diferentes ou mesmo deficientes mentais , neste caso é muito mais complexo , já houve no passado casos semelhantes , na época em reuniões e congressos do qual participei denunciei vários casos , as pessoas que estavam presente principalmente dirigentes de entidades que administram esses problemas ,não gostaram , ou seja trata-se ,quando pode , quando tem vaga etc...e tal ,mas depois de uma certa idade , torna-se muito mais difícil , parecem ignorar a idade mental com a idade cronológica deste ser humano , sem falar nas dificuldades para transporte , atendimentos em horários que não é comum com outras escolas , enfim existe milhares de dificuldades , sem falar que instituições que prestam este relevante serviço , vivem de pires na mão , solicitando pelo amor de Deus algumas , migalhas , resultado , o excessos de preocupação e cuidados ,acabam gerando este tipo de tratamento , será que só existe este caso ? sem falar do preconceito que inicia-se na própria família , e o que é pior em toda a sociedade ,onde o deficiente é tratado como um lixo , e não um ser humano ....... e tem muito mais ......Esperamos por uma sociedade mais justa e perfeita .
 
Paulo Roberto Marques Pereira em 23/06/2011 05:13:03
nada justifica prender uma pessoa nesse estado é muito cruel ,é um ser humano q precisa de muito carinho e atençao POR MAIS QUE NAO SE COMUNIQUE NECESSITA DE MUITO AMOR E CARINHO.
 
edilene mascarenhas em 23/06/2011 05:06:41
Com certeza mãe e filha ´precisam de tratamento porque ninguém em sã consciencia teria uma atitude destas. Porque que as pessoas que denunciaram não ajudaram? Em qualquer circinstancias o que acontecem rstes tipos de atitudes não é normal............
 
MARIA ZOE BEZERRA CARVALHO em 23/06/2011 04:35:18
Agora que o direitos humanos deveria entrar em ação!!!!
isso é covardia!!!!!!
 
anderson silva em 23/06/2011 02:55:06
Essa mulher nem de mãe pode ser chamada, nem com uma animal se faz isso, pois todos precisam de cuidados, isso é uma vergonha, ainda mais que a filha precisa de mais atenção do que nunca, uma vergonha, tenque ser punida essa mulher com os rigores da lei, no minimo a filha so serve parar dar a "mãe" o benefio do INSS.
 
Denise Dias em 23/06/2011 02:28:26
Isso ai não é mãe é Monstro!
 
Valdelice Carvalho em 23/06/2011 02:20:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions