A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

23/01/2019 13:06

Mães perdem dia de trabalho para tentar vagas em escolas perto de casa

Secretaria explica que as vagas variam de acordo com a disponibilidade nas escolas e que nem sempre as crianças vão conseguir ficar por perto

Bruna Pasche
Auditório da secretaria ficou lotado com pais e mães sentados nas cadeiras, no chão e em pé. (Foto: Marina Pacheco)Auditório da secretaria ficou lotado com pais e mães sentados nas cadeiras, no chão e em pé. (Foto: Marina Pacheco)

A Semed (Secretaria Municipal de Educação) amanheceu lotada, nesta quarta-feira (23), de mães a procura de matrícula para vagas remanescentes, de informação e na tentativa de conseguirem vagas em colégios mais próximos de onde moram. A secretaria, no entanto, já explicou que não é possível atender a todas e que as crianças são encaminhadas para escolas que disponibilizam da vaga.

É o caso da auxiliar administrativa, de 34 anos, que preferiu não se identificar. Ela conta que selecionou três escolas próximas de casa para que o filho de 6 anos pudesse estudar, mas ao consultar o colégio escolhido, não teve o pedido atendido. “Eles colocaram um colégio muito longe e é a segunda vez que isso acontece. No ano passado, eu não consegui mandar ele para a escola porque era muito longe e não tinha quem levasse e buscasse ele”, contou.

A auxiliar pontua ainda que neste caso não perdeu o dia de trabalho porque está de férias, mas que chegou ao local por volta das 8h30 e às 12h não tinha previsão de ser atendida.

Já a atende de farmácia, de 26 anos, já avisou que não poderia ir trabalhar hoje porque havia chegado ao local às 8h e pegou a senha 1.343. Às 11h, ainda estavam chamando a senha 600. “Acho isso um desrespeito com quem tem outros compromissos, até porque nós estamos com sede porque a água é quente e o ar não está suportando o tanto de gente que tem aqui”, disse.

A chefe da Divisão de Matrículas da Reme (Rede Municipal de Ensino), Adriana Cedrão, explicou que foi montada uma força-tarefa para atender a população. Os cerca de 70 atendentes chegaram por volta das 5h30 e começaram a distribuição das 1,5 mil vagas disponíveis para hoje. Nesta quinta-feira (24), mais 1,5 mil serão entregues no local. O atendimento segue até as 17h30.

“A gente tem condições de atender todos os estudantes, mas infelizmente nem sempre é na escola que eles querem”, respondeu a responsável pela reclamação. Adriana pontuou ainda que os pais devem ficar atentos aos prazos e serviços, já que muitos poderiam ter evitado a fila fazendo a matrícula anteriormente ou tirando dúvidas pela internet.

Chefe da Divisão de Matrículas da Reme, Adriana Cedrão, explica que alunos são encaminhados conforme disponibilidade de vagas das escolas. (Foto: Marina Pacheco)Chefe da Divisão de Matrículas da Reme, Adriana Cedrão, explica que alunos são encaminhados conforme disponibilidade de vagas das escolas. (Foto: Marina Pacheco)

“Nós atendemos vários pais que vieram só para ver para onde o filho foi encaminhado e isso dá para consultar pela internet. Atendemos também muitas pessoas que vieram saber de matrícula do ensino médio, sendo que o nosso atendimento é só até o fundamental”, disse.

A secretaria ressaltou que os pais que foram contemplados com vagas nas Emeis (Escolas Municipais de Educação Infantil), antigos Ceinfs (Centros de Educação Infantil), têm até esta sexta-feira (25) para efetivar a matrícula, pessoalmente, no local designado.

“No ano passado disponibilizamos mais de 5 mil vagas e 3 mil pais perderam o prazo e voltaram para a fila de espera. Não adianta só fazer a inscrição pela internet, tem que ir até o local efetivar a matrícula”, alerta Adriana.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions