A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

26/09/2014 09:21

Maternidade inaugura 21 leitos, mas falta de verba mantém 12 fechados

Aliny Mary Dias
Maternidade tem leitos ampliados de 134 para 155 (Foto: Pedro Peralta)Maternidade tem leitos ampliados de 134 para 155 (Foto: Pedro Peralta)

Orçada em R$ 500 mil, a obra que amplia de 134 para 155 o número de leitos da Maternidade Cândido Mariano, em Campo Grande, será inaugurada nesta sexta-feira (26). Segundo a administração do hospital, dos 21 novos espaços, apenas nove estão com os equipamentos instalados e aptos para atender a população.

O administrador da maternidade, Renato Cubel, explica que as obras tiveram início em agosto do ano passado e foram concluídas nos últimos dias. Para equipar os 12 leitos que já estão prontos, a maternidade depende da aprovação de uma emenda municipal que prevê a compra dos aparelhos. O valor previsto para equipar os espaços não foi divulgado pela administração. 

O repasse para a conclusão da obra dos 21 novos leitos foi disponibilizado no final de 2012 pelo Ministério da Saúde, no entanto o valor dividido em quatro parcelas de R$ 251 mil ficou retido nos cofres da Prefeitura da Capital durante a administração de Alcides Bernal (PP).

A liberação do repasse à administração da maternidade só ocorreu no dia 26 de julho. Inicialmente, a obra estava prevista para ser concluída em 6 meses, mas a inauguração só acontecerá hoje, 1 ano após o início dos trabalhos.

Antes da conclusão dos novos leitos, o hospital contava com 134 leitos, 80 deles eram reservados para atendimento do SUS (Sistema Único de Saúde) e estavam divididos entre enfermarias, UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e Unidade Intermediária, onde ficam os recém-nascidos que precisam de atenção especial.

Por mês, cerca de 400 mulheres dão à luz na instituição. Até o fim do ano passado, o SUS repassava um valor aproximado de R$ 380 pelo parto normal e R$ 450 pela cesariana.

A solenidade de inauguração da ampliação da maternidade está marcada para as 19 horas de hoje na Rua Marechal Rondon, 2644, no Centro de Campo Grande. O governador do Estado André Puccinelli (PMDB), o prefeito da Capital Gilmar Olarte (PP) e outras autoridades, incluindo os sócios beneméritos, foram convidados para a cerimônia.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Por falta de R$ 500 mil?
Acorda minha gente, vamos protestar. São R$ 106 milhões gastos por causa de uma ideia “brilhante” para cuidar de peixes. Socorro Ministério Público!
Obriga Sr. Governador por auxiliar com minha escolha no dia 05 de outubro.
 
TOYOSHI SATO em 26/09/2014 15:14:39
A Maternidade Cândido Mariano precisa com urgência de uma UTI para atender as mães.
Em 06/09/2013 foi realizado o parto de minha nora e houve complicações, precisaram de uma UTI e ela foi transferida para o Hospital das Clinicas mas não resistiu vindo a óbito no dia 07/09. Nestes casos 1 minuto pode salvar uma vida. Foi muito difícil conseguir UTI as 2 horas da manhã. 3 crianças ficaram orfãs e ela tinha apenas 31 anos de idade. Há o que se repensar: o que a maternidade precisa mais???? mais leitos ou uma UTI. Depois de minha nora soube de mais casos de óbitos.
 
Elisa Delgado em 26/09/2014 13:51:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions