A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/07/2015 22:36

Médicos aceitam proposta da Prefeitura e aguardam pagamento no dia 9/7

Thiago de Souza e Flávia Lima
Wilson do Prado e Jamal Salém (ao fundo) garantiram pagamento dos valores acordados. (Foto:Vanessa Tamires)Wilson do Prado e Jamal Salém (ao fundo) garantiram pagamento dos valores acordados. (Foto:Vanessa Tamires)

Médicos da Rede Municipal de Saúde aceitaram, no fim da noite desta terça-feira (7) o prazo de 48 horas, pedido pela Prefeitura Municipal de Campo Grande para o cumprimento do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmado entre a categoria e o executivo municipal.

O documento foi acordado no final de maio e oficializado dia 1º de junho, colocando fim à greve da categoria que durou 18 dias. Entre as questões acordadas, mas que ainda não foram cumpridas, está o pagamento das gratificações que haviam sido suspensas e que motivou a paralisação da categoria, além dos valores retroativos firmados no acordo que colocou fim a greve.

Para garantir o cumprimento do acordo, o presidente do Sindicato dos Médicos, Valdir Siroma, se reuniu na tarde desta terça-feira (7) com o secretário de Saúde, Jamal Salém e com o de Administração, Wilson do Prado, que garantiu o pagamento das gratificações.

Faltava então, Siroma se reunir com a categoria para ver se os profissionais aceitariam o prazo da prefeitura. “Decidimos aguardar o cumprimento. Confiamos [na Prefeitura] pois eles mandaram um documento escrito, assinado pelo Doutor Jamal [Secretário Municipal de Saúde] e pelo recursos humanos”, afirmou o presidente.

Siroma, no entanto, alerta que se os pontos do acordo não forem cumpridos até a quinta-feira, dia 9, a categoria vai se reunir no sábado e acenar com indicativo de greve.

Horas antes da reunião dos médicos, o secretário de Administração, Wilson do Prado disse que foi preciso gerar uma folha suplementar, que totalizou R$ 1,75 milhão para o pagamento dos valores acordados com a categoria, incluindo plantões que não haviam sido pagos. “É um processo burocrático, que demora uns dois dias, mas os valores serão depositados, no máximo, até quinta-feira”, ressaltou Wilson do Prado.

Santa Casa está com vagas abertas para médicos e outras nove funções
A Santa Casa de Campo Grande está com vagas abertas para médico pediatra plantonista, neurologista e especialista em urgência e emergência, além de o...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions