A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

22/01/2019 15:09

Menino que teria sido abusado por vereador prestará depoimento à Justiça

Além de adolescente, juiz da 7ª Vara de Competência Especial irá ouvir testemunhas de defesa por videoconferência

Silvia Frias
Eduardo Romero nega as acusações e diz que relato é falso e inverídico (Foto/Divulgação: Câmara)Eduardo Romero nega as acusações e diz que relato é "falso e inverídico" (Foto/Divulgação: Câmara)

No dia 5 de fevereiro, às 16h30, o juiz Marcelo Ivo, da 7ª Vara Criminal de Competência Especial irá ouvir o adolescente que acusa o vereador de Campo Grande, Eduardo Romero (Rede) de abuso sexual. O crime teria ocorrido em novembro de 2017, quando o jovem tinha 13 anos. O vereador nega as acusações.

Além do adolescente, serão ouvidas as testemunhas de acusação. No mesmo dia, às 16h50 e às 16h55 serão as oitivas de testemunhas de defesa, por videoconferência. O promotor responsável pelo caso é Celso Antônio Botelho de Carvalho, da 68ª promotoria.

O caso começou a ser investigado em novembro de 2017 e já está em fase processual. À polícia, a mãe da vítima relatou que notou que o filho estava com comportamento estranho e no dia 17 de novembro perguntou o que havia acontecido.

O adolescente, então, relatou que no dia 12 de novembro foi até a casa do vereador acompanhado de um tio que trabalhava na reforma da casa do vereador. Em um quarto, teria sido abusado, sendo obrigado a colocar no pênis do vereador e fazer sexo oral.

Após o menino relatar o caso à família, os pais da vítima procuraram o vereador, que negou as acusações. Quinze minutos após deixar a casa onde houve a conversa, Eduardo teria mandado uma mensagem chamando a família da vítima para conversar novamente.

Os pais do adolescente foram até a casa de Eduardo, onde o vereador teria assumido o crime. Segundo a denúncia, ele disse que agiu sob efeito de drogas.

Em nota, o vereador nega as acusações, dizendo tratar-se de “acusação totalmente falsa e indevida”. Segundo ele, “estar na política te transforma em inimigo de muita gente, e não medem esforços para prejudicar e tirar de cena. O vereador acrescentou que “a justiça está fazendo seu trabalho e em breve teremos as respostas. Confio na Justiça e em Deus, e tenho a consciência tranquila”.

Homem de 30 anos morre em hospital após ser espancado no centro
Anderson Gomes Martins, 30 anos, morreu ontem (24) na Santa Casa depois de ser espancado na região da antiga rodoviária, no centro de Campo Grande. O...
Dentistas são condenados a indenizar paciente em R$ 20 mil por negligência
Pai e filho, dentistas em Campo Grande, foram condenados pela 11ª Vara Cível a indenizar uma paciente em mais de R$ 20 mil por negligência em um impl...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions