A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

14/09/2012 17:35

Mesmo com alerta da Polícia, golpes manjados ainda fazem vítimas em Campo Grande

Francisco Júnior

“Quando a esmola é demais, o santo desconfia”, já dizia o velho ditado popular que se fosse seguido à risca, evitaria que muitas caíssem em golpes manjados que há anos vem fazendo vítimas em Campo Grande.

A vontade de ganhar dinheiro fácil acaba tornado as pessoas vulneráveis a golpes como o bilhete da loteria premiado e o torpedo da sorte. Eles são tentadores por “oferecer” prêmios de valor considerável. Os estelionatários são tão safos na arte de enganar que têm toda uma didática para convencer as vítimas.

Frenquentemente, a Polícia divulga alerta sobre esses casos, mas mesmo assim esses golpes tornam a fazer vítimas. Ontem (13), uma mulher de 50 anos caiu foi vítima do bilhete premiado e perdeu mais de R$ 28 mil.

Ela foi abordada por um homem. Ele disse que precisava ir a uma loja de roupas e, enquanto os dois conversavam um casal se aproximou. Durante a conversa, um dos homens saiu e voltou minutos depois dizendo que seu bilhete de loteria estava premiado.

Após promessa de recompensa, eles convenceram a mulher a entregá-los mais de R$ 28 mil. A vítima foi até uma agência bancária na Avenida Afonso Pena, onde fez um empréstimo no valor de R$ 28.982 dividido em 96 parcelas. O dinheiro foi entregue aos estelionatários.

Mais dois casos foram registrados hoje pela Polícia. Uma mulher de 35 anos teve um prejuízo de R$ 225,50 no golpe do torpedo premiado. Recebeu uma mensagem em seu celular informando que ela havia ganhado uma casa e R$ 10 mil da promoção do SBT.

Além do torpedo, a vítima ainda recebeu uma ligação confirmando que havia ganho, mas que para conseguir os prêmios teria que fazer o deposito da quantia solicitada.

Ela só percebeu que havia caído em um golpe após ser informado, que só o deposito não era o suficiente, teria ainda que fazer recargas para três celulares.

Caso semelhante aconteceu também com uma mulher no bairro Aero Rancho. Ela recebeu um torpedo informando que havia sido escolhida para o quadro minha casa, minha vida , da TV Record. Como a vítima escreveu uma carta para participar do quadro do programa do Gugu, não desconfiou.

Na mensagem constava um número que ela deveria ligar para ser contemplada. O homem que atendeu a ligação se identificou como sendo Marcos Paulo Correia Sampaio. Ele pediu para a mulher fazer três recargas de celulares no valor de R$ 50 e passou três números. Após efetuar a inserção de credito, segundo o estelionatário, a vítima receberia uma mensagem confirmando sua participação na promoção.

Ela só se deu conta do golpe após efetuar duas recargas e não receber a mensagem de confirmação. Como não tinha dinheiro para pagar os créditos, teve o celular confiscado pelo no dono da empresa onde inseriu as recargas.



EU ACH POUCO O QUE ACONTECE PARA ESSES GANANCIOSOS. TEM QUE PEDER MESMO. ATE UM DIA APRENDER.
 
LUCIANO MARQUES em 14/09/2012 07:57:27
Essas pessoas vão continuar caindo no golpe porque são movidas pela ambição e pelo olho grande. A sabedoria de gente mais antiga chama a isso "Ter o olho maior do que a barriga". É preciso entender de uma vez por todas que ninguém liga pro seu telefone pra te dar dinheiro, carro e casa. Esqueça essas facilidades e vá trabalhar.
 
Warley Ezequiel da Silva em 14/09/2012 07:37:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions