A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/05/2016 21:36

Mesmo com "proibição" policial, famílias prometem mais protestos

Nyelder Rodrigues e Michel Faustino
Moradores exigem a regularização da área ocupada e denominada Cidade dos Anjos (Foto: Alcides Neto)Moradores exigem a regularização da área ocupada e denominada "Cidade dos Anjos" (Foto: Alcides Neto)

Os moradores da favela Cidade dos Anjos, no Jardim das Hortênsias - região sul de Campo Grande -, prometerem realizar mais manifestações ainda esta semana para reivindicar a regularização da terreno onde montaram seus barracos há quase quatro anos. Só na noite desta quarta-feira (11), dois protestos foram feitos.

Ambos os casos ocorreram no conjunto Aero Rancho. O primeiro no cruzamento das avenidas Pres. Tancredo Neves e Arq. Vila Nova Artigas, por volta das 19h, enquanto o segundo foi realizado na avenida Eng. Luthero Lopes, às aproximadamente às 20h30. Em ambos os casos, a PM (Polícia Militar) interviu.

A reivindicação principal das famílias é a demarcação dos lotes, promessa que, segundo eles, foi feita pelo prefeito Alcides Bernal (PP) em novembro do ano passado. A regularização seria logo após a transferência das famílias de outra favela, a Cidade de Deus.

"Prometeu também que ia viabilizar junto à Caixa Econômica uma forma de subsidiar as construções para a gente. O que impedia que nos ajudasse naquele momento era a situação da Cidade de Deus, mas isso já foi resolvido", reclama o morador Misael Braga, de 39 anos e que trabalha como soldador.

Segundo ele, todas as 42 famílias que moram ali são cadastradas na Emha (Agência Municipal de Habitação), já que em momento posterior foi feito no local um levantamento pela prefeitura. "Estamos abandonados e sem respaldo da prefeitura", lamenta Misael.

Misael afirma que já há projeto pronto e que ele precisa apenas ser executado pela prefeitura (Foto: Alcides Neto)Misael afirma que já há projeto pronto e que ele precisa apenas ser executado pela prefeitura (Foto: Alcides Neto)

Os moradores ainda planejam quando e onde farão os novos protestos, visto que, após duas ações realizadas na região do Aero Rancho esta noite, foram "proibidos" por policiais militares que foram ao local de realizar novas ações. "Quando voltávamos para a favela, eles estavam aqui e nos deram essa ordem", revela Cristiane Martins.

Projeto pronto - Segundo Misael Braga, o projeto para regularizar o local já está pronto. "Mostraram para a gente. as ruas já estavam delineadas, já havia o projeto da rede de água, como seriam os lotes. Mas não executam nada, enquanto seguimos aqui em condições subumanas, com crianças ao lado do lixo e esgoto ao céu aberto".

Um abaixo assinado também foi feito pelas famílias pedindo não apenas as moradias, mas também mais segurança na região. Além dos moradores da comunidade Cidade dos Anjos, moradores de bairros vizinhos também assinaram o documento reivindicando melhorias, como ligação de água e energia na favela.

Após encerrarem primeiro protesto, manifestantes fecham outra avenida
As famílias que moram na favela Cidade dos Anjos, no Jardim das Hortênsias - bairro vizinho ao Aero Rancho, na região sul de Campo Grande -, fecharam...
Manifestantes ateam fogo em objetos e fecham avenidas no Aero Rancho
Manifestantes da favela Cidade dos Anjos, fecharam no início da noite desta quarta-feira (11) o cruzamento das avenidas Presidente Tancredo Neves e A...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions