A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/12/2015 08:43

Mesmo durante feriados, banco de leite do HU estará aberto para doações

Flávia Lima
Banco de leite do HU também terá regime especial de atendimento. (Foto:Divulgação)Banco de leite do HU também terá regime especial de atendimento. (Foto:Divulgação)

Nãos são apenas os estoques dos bancos de sangue que ficam prejudicados com as festas de final de ano. Nos bancos de leite a situação também pode se tornar caótica com a falta de doações nessa época do ano.

Para suprir a demanda, o do HU também irá trabalhar normalmente nos feriados, porém, nos dias 25, 26, 27 e 1º, não haverá o serviço de coleta em domicílio. As doadoras precisarão ir até o HU no horário das 7 às 17 horas. A coleta em casa funcionará até o meio-dia de quinta-feira (24) e meio-dia do dia 31.

Segundo a técnica do banco de leite do Hospital Universitário, Elisabete Kamiya, atualmente o hospital consegue coletar, por dia, 1900 ml de leite, mas para alimentar os bebês da UTI Neonatal, são necessários 2500 ml.

Ela ressalta que até semana passada o estoque era suficiente para atender por dez dias. Na Capital ainda existem os bancos de leite da maternidade Cândido Mariano, Hospital Regional e Santa Casa, porém o banco do HU é considerado referência no Estado.

Para doar, a mãe precisa estar com boa saúde e ter excedente de leite. O HUMAP desloca equipes para ir até a residência das lactantes para ensinar a ordenhar o leite. A coleta é realizada uma vez por semana por uma equipe do Corpo de Bombeiros na casa das doadoras cadastradas.

As interessadas podem entrar em contato com o Banco de leite do Hospital Universitário pelo telefone 3345-3027

SangueO Hemosul também atenderá em horário especial. Na quinta-feira (24), véspera de Natal, os doadores poderão procurar o banco das 7 horas ao meio-dia. Já no banco de coleta da Santa Casa de Campo Grande, outro posto importante, o atendimento ocorre até às 11 horas.

As maiores demandas são de bolsas sanguíneas do tipo O negativo e O positivo. Outro fato que dificulta a liberação imediata dessas bolsas é a epidemia de dengue no Estado, que vem obrigando os bancos a realizar um período de quarentena de sete dias para observar se o doador não apresenta sintomas da doença, do zika vírus ou da febre chikungunya.

“As bolsas do tipo O negativo se encontram em um estoque abaixo do estratégico, onde o mínimo seria 56 bolsas, porém estamos apenas com 12. Já para o tipo O positivo estamos com 250 bolsas em estoque, sendo o ideal 360. Precisamos aumentar estas doações devido ao abastecimento às unidades de saúde que atendem pacientes em casos emergência”, disse a gerente técnica do Hemosul, Marina Sawada.

O Hemosul está localizado na Avenida Fernando Correa da Costa, nº 1304. Mais informações pelo telefone: (67) 3312 1500. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions