A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/09/2014 18:13

Morta por possível overdose cursava Direito e era usuária de drogas

Alan Diógenes
Jovem está sendo velada na capela da Pax Mundial, na avenida Ernesto Geisel. (Foto: Marcelo Calazans)Jovem está sendo velada na capela da Pax Mundial, na avenida Ernesto Geisel. (Foto: Marcelo Calazans)

Charlene da Silva Mota, 21 anos, que morreu em decorrência de possível overdose, era usuária de drogas e frequentava a faculdade de Direito. Durante o velório da jovem, na tarde de hoje na capela da Pax Mundial, na Avenida Ernesto Geisel, familiares contaram que a luta contra o vício era antiga e a tragédia era iminente. 

Conforme o cunhado de Charlene, que não quis se identificar, a jovem era usuária de drogas e a família já esperava o pior. “Quem mexe com droga é sempre assim mesmo. Sempre terá o mesmo fim”, comentou.

Ele disse que apesar de não ter tido mais informações da polícia sobre o caso nas últimas horas, a família não acredita na versão apresentada pelo rapaz que encontrou a jovem morta.

Conforme o amigo da família, o supervisor Marcelo Alípio, 39, a jovem estudava Direito, mas ele tinha o conhecimento que ela usava drogas. “Só não sabia que ela saía por aí por esses lugares para usar drogas”, comentou.

Conforme o delegado Geraldo Marin Barbosa da 7ª Delegacia de Polícia Civil, os investigadores aguardam o laudo necroscópico para confirmar se realmente houve overdose. A partir desses exames, a polícia vai começar a ouvir as testemunhas que estavam com a jovem antes dela morrer.

Entenda o caso – Conforme o registro policial, Charlene estava com uma amiga, um adolescente e um rapaz na região da antiga rodoviária. Os quatro começaram a beber e consumir drogas na casa de um dos rapazes no bairro Zé Pereira.

A jovem dormiu enquanto a amiga foi embora com uns dos rapazes. O outro que era dono da residência foi dormir e quando acordou foi chamar Charlene que não o atendeu. Ele arrombou a porta e a encontrou morta.

A perícia da Polícia Civil foi até o local e encontrou o corpo da jovem sem sinais de violência e bastante rígido. Em cima do colchão havia resquícios de droga.

De família de escritores, médico lança amanhã livro com poemas
O renomado psiquiatra Marcos Estevão lança nesta quinta-feira (14) em Campo Grande o livro de poesias "Pedaços de Mim", que é um compilado de poemas....
Renegociação de dívidas com a Águas Guariroba segue sendo realizada
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Com inspiração japonesa, luzes vão iluminar compras no Centro
Iluminação especial passa a ser adotada, nesta quarta-feira (13), na região central de Campo Grande. Dezesseis estruturas de alumínio, com lâmpadas d...


Qual seria essa droga?
 
Rafael Pacheco Vitorio em 12/09/2014 09:13:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions